Em 8 anos, preço de passagens aéreas sobe 130% acima da inflação

Por Carolina Santos
Representantes do governo e das aéreas se reúnem hoje | Elza Fiúza/ABr Representantes do governo e das
aéreas se reúnem nesta quinta-feira | Elza Fiúza/ABr

O preço das passagens aéreas no Brasil aumentou 131,5% acima da inflação desde 2005, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A informação será apresentada hoje pelo presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Flávio Dino, na reunião marcada entre o governo e representantes das companhias aéreas.

O objetivo do encontro é tentar convencer as empresas de que os preços cobrados no país são altos demais. Segundo ele, o desequilíbrio entre demanda e oferta faz com que haja práticas comerciais abusivas, que ficam mais evidentes no caso das festas de fim de ano e agora da Copa do Mundo do ano que vem, sendo verificados aumentos de até 1.000% no preço das passagens.

As quatro empresas que operam no Brasil – TAM, Gol, Azul e Avianca – vão participar da reunião de hoje, além de representantes da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), da Secretaria de Aviação Civil e do Ministério da Justiça.

Segundo Dino, se as empresas não atenderem ao “chamado do bom senso”, é possível que haja mudanças na regulação do setor, inclusive acabando com a liberdade tarifária.

Outra medida é ampliar a oferta mediante a abertura do mercado para empresas estrangeiras.

Loading...
Revisa el siguiente artículo