FMI critica incertezas da política fiscal em investimentos no país

Por Carolina Santos

O FMI (Fundo Monetário Internacional) criticou a política fiscal brasileira e disse que incertezas na política pesaram nos investimentos no país. Segundo relatório divulgado ontem pelo Fundo, o “excessivo microgerenciamento na política fiscal enfraqueceu a credibilidade do duradouro modelo fiscal do país”.

O organismo demonstra ainda preocupação com a perda de competitividade, a baixa poupança, a inércia inflacionária e a relutância da equipe econômica em fazer reformas estruturais. Para o FMI, esses pontos reduziram em 0,75 ponto percentual o crescimento potencial do Brasil (capacidade de crescer sem gerar inflação), para 3,5%. Sem mudanças, esse patamar sequer será alcançado: entre 2014 e 2018, a média de expansão projetada é de 3,4%.

O relatório ficou pronto em julho, mas o governo brasileiro não permitiu sua divulgação até que ocorressem correções pedidas pelo Banco Central e pelo Ministério da Fazenda.

Loading...
Revisa el siguiente artículo