Consórcio arremata campo de Libra pelo lance mínimo

Por fabiosaraiva
Ministro de Minas e Energia Edison Lobão durante discurso no Windsor Barra Hotel, no Rio de Janeiro | Ricardo Moraes/ Reuters Ministro de Minas e Energia Edison Lobão durante discurso no Windsor Barra Hotel, no Rio de Janeiro | Ricardo Moraes/ Reuters

O consórcio composto por Petrobras, Shell, Total, CNPC e CNOOC venceu o primeiro leilão do Campo de Libra, na tarde desta segunda-feira, no Rio de Janeiro. O leilão do Campo de Libra começou às 15h desta segunda-feira e durou apenas 45 minutos.

A Shell ficou com 20% do negócio, a francesa Total teve 20% da parcela, e as chinesas CNPC e CNOOC ficaram, cada uma, com 10%. A brasileira Petrobras completa o o grupo de empresas com 40%. Esse foi o único grupo a fazer uma oferta nesta segunda-feira.

Leia também:

Entenda o que é a camada pré-sal 

Companhia Repsol não participará de leilão, segundo jornal americano

Pré-sal: modelo prevê intervenção excessiva do estado, diz Delfim

Cerca de 500 pessoas protestam contra leilão de pré-sal

Protestos

Do lado de fora do hotel onde foi realizada a primeira rodada de licitação do pré-sal, ainda há sinais do confronto. Manifestantes atearam fogo em uma casinha próxima ao hotel, mas os bombeiros já trabalham no local para apagar o incêndio que não é de grandes proporções.

Um manifestante conseguiu furar bloqueio montado por homens da Força Nacional. Vestido com um terno e se fazendo passar por um engenheiro, o manifestantes passou por dois pontos de bloqueio mas foi reconhecido em um terceiro ponto, sendo levado por homens que fazem a segurança no entorno do hotel.

Neste momento, os manifestantes se encontrarm reunidos próximos das avenidas Armando Lombardi e das Américas. Eles devem ir em direção ao centro da cidade., onde será realizado um ato a partir das 17h.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo