ANS vai recorrer de liminar contra suspensão de planos de saúde

Por fabiosaraiva
Diretor da ANS diz que aguarda notificação da Justiça | Wilson Dias/ABr Diretor da ANS diz que aguarda notificação da Justiça | Wilson Dias/ABr

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar vai recorrer da decisão do Tribunal Regional Federal da 2ª Região que determinou que o órgão reveja as reclamações que devem ser usadas para avaliar a suspensão de venda dos planos de saúde. Segundo o diretor-presidente da agência, André Longo, a ANS vai recorrer assim que for notificada formalmente pela Justiça.

O Ministério da Saúde e a ANS anunciaram na última terça a suspensão da venda, por três meses, de 212 planos de 21 operadoras. Mas a FenaSaúde (Federação Nacional da Saúde Suplementar) conseguiu uma ordem judicial que exclui seus associados dessa proibição. Três deles (Amico, Amil e SulAmérica) concentraram o maior número de planos suspensos.

A FenaSaúde argumenta que várias ilegalidades estariam sendo praticadas pela agência no critério utilizado para a suspensão. Segundo a agência, a medida foi tomada por descumprimento de prazos estabelecidos para atendimento médico, realização de exames e internações, além de negativas indevidas de cobertura.

“A análise técnica dos funcionários de carreira da agência tem qualidade muito grande. O relatório foi feito com rigor”, disse Longo.

Loading...
Revisa el siguiente artículo