Anvisa proíbe venda de lote contaminado do ketchup Heinz

Apreensão ocorreu após terem sido encontrados fragmentos de pelo de roedor no produto | Divulgação Apreensão ocorreu após terem sido encontrados fragmentos de pelo de roedor no produto | Divulgação

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) proibiu a distribuição e a comercialização, em todo o território nacional, do lote 2K04 do produto Tomato Ketchup, da marca Heinz, com prazo de validade até janeiro de 2014. A decisão, publicada na edição desta terça-feira do Diário Oficial da União. A apreensão ocorreu por terem sido encontrados fragmentos de pelo de roedor no produto.

De acordo com o documento, para determinar a proibição, a Anvisa considerou, entre outros documentos, o Laudo de Análise Fiscal emitido pelo Instituto Adolfo Lutz de Santo André (SP), cujo resultado foi insatisfatório por detectar os fragmentos na amostra analisada.

A Resolução também levou em conta o comunicado do Centro de Vigilância Sanitária de São Paulo que suspendeu a comercialização no estado, determinou a interdição das unidades o que forem encontradas e o recolhimento pela empresa Coniexpress S/A Indústrias Alimentícios, que é a importadora do lote do produto.

A reportagem da Agência Brasil  entrou em contato com a H.J. Heinz Company, no Brasil, que  não se manifestou sobre o assunto. A empresa norte-americana tem sede em Pittsburgh, no estado da Pensilvânia.

Loading...
Revisa el siguiente artículo