Petrobras negocia reajuste do preço de combustíveis

Por Carolina Santos

O diretor financeiro da Petrobras, Almir Barbassa, disse ontem que a estatal está trabalhando “intensamente junto ao governo” para equiparar os preços de combustíveis praticados no mercado interno com o mercado internacional. Segundo o executivo, sem um reajuste, a companhia terá que aumentar seu endividamento para cumprir seu programa de investimentos.

“Estamos trabalhando intensamente em busca do alinhamento dos preços [dos combustíveis] ao mercado internacional”, disse Barbassa, ao apresentar os resultados financeiros da empresa.

Segundo o diretor, há expectativa de crescimento na alavancagem (relação entre o endividamento e o patrimônio) no segundo semestre, se não houver mudança preço dos combustíveis e na taxa de câmbio. A estatal fechou o segundo trimestre de 2013 com a alavancagem em 34%, acima dos 31% registrados no primeiro trimestre.

A Petrobras teve um lucro líquido de R$ 6,2 bilhões no segundo trimestre do ano, contra R$ 7,6 bilhões no primeiro trimestre. Contribuíram para o resultado a venda de ativos, principalmente na África, de R$ 1,9 bilhão, e a mudança em sua contabilidade para proteger os gastos de importação de derivados contra a alta cambial.

Loading...
Revisa el siguiente artículo