71º Festival de Cannes traz júri feminino e promete debate sobre igualdade de gênero

Por Metro Internacional

Trajes de gala e limousines já estão a postos para o 71º Festival de Cannes, que começa nesta terça-feira (8) e segue até o dia 19.

Esta é a primeira edição do evento após os escândalos sexuais que varreram Hollywood nos últimos meses, e a expectativa é ver uma política de tolerância zero a qualquer abuso – o festival abriu uma linha telefônica especial por meio da qual será possível relatar qualquer incidente.

Leia mais:
Robert Downey Jr. faz tatuagem em homenagem aos Vingadores
Zumbis invadem Cannes para divulgação de ‘Hotel Transilvânia 3’

Os movimentos feministas estão de olho na luta por igualdade e já criticaram o fato de apenas 3 dos 21 filmes da competição serem dirigidos por mulheres.

O número entra em contradição com o próprio júri, presidido pela atriz Cate Blanchett e, pela primeira vez, com maioria feminina.

Outra novidade será a proibição de selfies no tapete vermelho para evitar atrasos das sessões, bem como a ausência de sessões de produções do serviço de streaming Netflix mesmo fora de competição.

Banido de Cannes desde 2011 por suposta apologia a Hitler, o dinamarquês Lars von Trier promete fazer as pazes com o evento com a exibição, fora da competição, de “The House that Jack Built.

A despeito de tudo isso, a expectativa é ver uma festa cheia de celebrações, com apresentações de “Han Solo – Uma História Star Wars”, um especial pelos 50 anos de “2001: Uma Odisseia no Espaço” e o retorno de Godard, com o novo “The Image Book”, para festejar cinco décadas de Maio de 1968. Sim, essa será uma edição inesquecível!

Veja 5 filmes da competição para ficar de olho:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo