Poeta indiana Rupi Kaur mostra fôlego em O Que o Sol Faz com as Flores

Por Metro Jornal

Fenômeno editorial do ano passado, quando vendeu mais de 100 mil exemplares de “Outros Jeitos de Usar a Boca”, a jovem escritora Rupi Kaur volta a conquistar o público brasileiro com “O Que o Sol Faz com as Flores”, lançado no mês passado e já presente nas listas semanais de livros mais vendidos no país.

A segunda coletânea de poesias da autora indiana radicada no Canadá retoma a mesma escrita simples, visceral e emotiva que marcou seu trabalho anterior.

Leia mais:
Não nos envie presentes, doe para caridade, pedem príncipe Harry e Meghan Markle
Chá da rainha: mordomo real ensina como fazer bebida corretamente

O novo livro é separado em cinco blocos: murchar, cair, enraizar, crescer e florescer. Cada um deles reúne poemas que relacionam esses verbos com as fases de um relacionamento amoroso rompido e o momento de reconstrução e autoconhecimento que sucede a ele.

Uma das belezas da coletânea está em mudar a ordem cronológica padrão nas narrativas românticas. Em vez de apresentar o nascimento, desenvolvimento e fim de um amor, Rupi prefere depositar seu olhar sobre a protagonista feminina da relação e o ciclo em que ela desabrocha enquanto sujeito – em seu caso específico, tendo também em perspectiva sua condição de imigrante em um país distinto.

A mesma sensibilidade apresentada nos poemas se estende aos desenhos que os acompanham, também assinados por Rupi.

Com apenas 25 anos e forte presença no Instagram, no qual publica seus trabalhos, a escritora segue mostrando fôlego e levando poesia a um público mais amplo que o usual.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo