MasterChef: Queria um pouco mais de tempo, lamenta a eliminada Andressa

Por Band.com.br

Cozinhar o rei dos mares não é uma das tarefas mais fáceis e pouco tempo na cozinha pode ser crucial no destino dos participantes da quinta temporada do "MasterChef Brasil". A empresária Andressa teve 30 minutos para preparar o seu prato de atum nesta última terça-feira (10), mas não foi o suficiente para agradar aos jurados Henrique Fogaça, Paola Carosella e Erick Jacquin.

"Fiquei feliz por ser atum, pois é algo que eu já estudei várias vezes e vi várias receitas. Estava bem tranquila. O tempo curto foi o pior que poderia acontecer, porque eu já tinha uma receita na cabeça. Fiquei abalada quando escolheram 30 minutos para mim", afirmou em entrevista ao Portal da Band.

Leia mais:
MasterChef Brasil: Andressa erra na prova do atum e é eliminada do programa
MasterChef Brasil: cozinheiros enfrentam maior prova da história da atração

"Eu queria um pouco mais de tempo porque, qualquer coisa que desse errado – as chances aqui são bem grandes de dar errado, porque a gente está sob pressão – daria tempo de corrigir. Então, com esse tempo, eu teria que acertar de primeira. Não tive tempo para consertar meus erros", disse ainda.

O tempo que ficou parada sem cozinhar, Andressa acabou utilizando para rever sua estratégia. "Eu pensei em fazer o atum selado com molho de shoyo e wasabi, mas depois vi as bancadas de quem já estava cozinhando e todos estavam fazendo atum na crosta de gergelim. Ninguém estava fazendo ceviche, por isso resolvi fazer", contou.

"Fiz meu molho muito rápido, mas eu vi que ficou muito ácido e fiquei com medo de entregar. Porque eu tenho uma boa concepção, tenho paladar bom para entender o que está legal e o que não está. Só que eu estava tão desesperada para fazer um plano B que acabei esquecendo que eu poderia equilibrar os sabores do molho colocando um pouco de açúcar", explicou.

"Preferi correr para o plano B e não me dei conta que coloquei um peixe muito feio para selar. A minha carne tinha uma pontinha preta de sangue, mas ela tinha sabor. Só que cozinha é sentimento, cozinha é coração e, se você não está legal, isso passa para o prato. Psicológico é tudo aqui dentro. Então, quando eu me frustrei com o tempo, eu fiquei muito abalada. E, não tem como, isso transparece no prato", completou.

Eliminada pelos chefs numa decisão contra Angélica, a empresária lamentou os critérios. "O que eu não concordo com a decisão é que meu prato tinha gordura para complementar o peixe, enquanto os jurados falaram mal do prato todo dela. Falaram da abobrinha que estava sem sabor, que só predominava o tomilho, que a carne dela estava crua e sem tempero", explicou.

"A minha carne tinha uma pontinha preta de sangue, mas ela tinha sabor. Tinha o abacate que estava tempero, tinha a gordura que precisava para o peixe. Então, tirando a ponta preta, ela tinha sabor na boca. Enquanto o prato da Angélica não tinha. Isso é que me deixou um pouco chateada", completou.

Agora Andressa está de olho em novas oportunidades. "Vou continuar estudando. Só criei mais amor pela culinária e quero aprender novas técnicas. E, estamos aí. Se aparecer uma outra oportunidade [de voltar para o programa], eu vou agarrar", finalizou.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo