MasterChef Brasil: Tempo é um fator crucial, lamenta a eliminada Brissa

Por Band.com.br

O tempo na cozinha do "MasterChef Brasil" é uma das coisas mais importantes e logo os participantes amadores da quinta temporada perceberam isso, principalmente Brissa, que deixou a competição nesta última terça-feira (3) após apresentar uma vitela malpassada para os chefs Henrique Fogaça, Paola Carosella e Erick Jacquin.

"Eu já comecei mal a prova. Perdi 15 minutos por conta da prova anterior e isso me atrapalhou demais. A gente já cozinha sob muita pressão, já está estressado. Quando vem ainda uma desvantagem, aquilo mexe demais com o seu psicológico", afirmou ao Portal da Band.

Leia mais:
MasterChef: Brissa fica nervosa, entrega vitela crua e é eliminada do programa
MasterChef: participantes precisam cozinhar com coco ou milho no programa desta terça

"Fica mais difícil de lidar com os problemas. Você não tem tempo de solucionar algo se der errado. Talvez, se eu tivesse os 15 minutos que eu não tinha, a minha vitela teria chegado ao ponto. Então, faz a diferença. Tempo é um fator crucial com certeza", completou.

Questionada sobre o seu prato, Brissa afirmou que estava segura, mas errou no ponto. "O maior erro meu foi o fato de a vitela estar malpassada. Não era um prato complicado, porque eu fui no seguro e a minha farofa estava crocante. Mas a minha vitela estava crua. Se eu tivesse os 15 minutos, eu deixaria ela no forno e ela chegaria no temo certo", contou.

Designada por Thiago para utilizar a geladeira de Fogaça, a bacharel em Direito queria ter cozinhado os ingredientes de outra chef. "Eu queria muito a geladeira da Paola porque eu já morei na Argentina e eu imaginei que eu poderia me dar melhor. Mas, a gente está aqui e eu tinha que estar preparada para tudo. Coisa fácil eu sabia que não ia ser", disse.

"Então, eu vim preparada. Fiquei bastante triste quando eu saí, lógico, porque a gente entra na competição e quer continuar, mas o que mais me veio na cabeça foi a gratidão por ter passado por tudo que eu passei, por ter conhecido as pessoas que eu conheci. Pouquíssimas pessoas chegam aonde eu cheguei", continuou.

"Sou uma pessoa privilegia de estar aqui. Eu aprendi muito, muito mesmo. Não imaginava que eu ia aprender tanto em tão pouquíssimo tempo. É uma coisa louca. Vou continuar cozinhando, com certeza. Vou me aperfeiçoar, melhorar, estudar e buscar conhecimento. Acho que isso é o mais importante: a gente nunca parar", finalizou.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo