Após 42 anos, revista Playboy não será mais vendida em bancas de jornal

Por Metro Jornal

Depois de passar por várias mudanças nos últimos anos, como a de ser publicada somente a cada três meses, a revista "Playboy" agora não será mais vendida em bancas de jornal.

Considerada uma das publicações voltadas para o público masculino mais tradicionais do mercado editorial, a revista foi comercializada dessa forma durante 42 anos.

Leia mais:
Meghan Markle devolveu aliança ao 1º marido pelo correio, diz biografia
Coleção reúne todas as 17 provocativas peças do escritor Nelson Rodrigues

Segundo comunicado da PBB Editora LTDA, que detém o direito da marca no Brasil, o negócio vai mudar.

"A PBB Editora Ltda informa que reduzirá a publicação da edição impressa a um exemplar de colecionador por ano — que será on demand, ou seja, números limitados impressos por encomenda. Assim sendo, a edição de Verão, lançada no final de 2017, põe fim a era da revista na banca e abre espaço para empenharmos nosso trabalho em outras frentes”, diz o comunicado da editora responsável pelas últimas edições desde que a Abril tirou a marca do seu catálogo", diz o texto oficial que foi divulgado.

Em 2017, a "Playboy" contou com três edições com Letícia Datena, Renata Longaray e Juju Salimeni.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo