14 curiosidades sobre a série 'Vikings' que você não sabia

Por Metro Internacional

A série “Vikings”, um grande sucesso produzido pelo History Channel, ganhou muitos fãs ao dar vida à mitologia nórdica através de personagens marcantes e uma trama intensa.

Como toda produção, ela também tem suas curiosidades e hoje separamos uma lista com 14 coisas que você certamente não sabia sobre “Vikings”. Confira:

1. Minissérie
A princípio, o History Channel encomendou "Vikings" como uma minissérie de nove episódios. No entanto, a grande recepção do público fez com que eles decidissem avançar, já que a história criada por Michael Hirst tinha muito a dizer.

2. Co-produção canadense e irlandesa
Embora a série seja originalmente transmitida pelo History Channel dos Estados Unidos, é uma co-produção entre a Shaw Media, Octagon Films, Take 5 Productions e MGM Television, da Irlanda e do Canadá.

3. Série histórica?
Podemos nos perguntar se realmente existe rigor histórico na série e a resposta é: em partes. Deve-se notar que estamos falando sobre a Idade Média e que os Vikings não escreveram sua história, então não há testemunhos irrefutáveis ​​de sua passagem pelo mundo. No entanto, a série em si é baseada em pesquisas históricas e tem um consultor histórico especialista na Alta Idade Média. Portanto, a produção é uma mistura de história e ficção.

Gif Reprodução / Tumblr

4. Um único roteirista
Quase todas as séries seguem a mesma fórmula na hierarquia na equipe criativa: existe um “showrunner”- que é o criador líder da série – e os episódios são escritos por outros roteiristas, às vezes uma equipe fixa e outras em constante mudança. Esta regra não se aplica a “Vikings”: todos os episódios foram escritos pela mesma pessoa, Michael Hirst.

5. Outro lado da moeda
Quando Michael Hirst começou a série, ficou claro que queria mostrar algo diferente sobre os Vikings e ir além de sua reputação de ladrões e estupradores. Sua intenção era revelar a sua cultura.

6. Ragnar Lothbrok é real
É quase unânime entre os historiadores que Ragnar Lothbrok existiu, então, embora o personagem da série seja parcialmente ficcional, muito do que é dito tem um sentido lógico.

7. Katheryn Winnick e as artes marciais
A atriz Katheryn Winnick, que interpreta a famosa Lagertha, é especialista em artes marciais. Ela é faixa preta em Taekwondo e em Karatê.

gif Reprodução / Giphy

8. Filmagem
As paisagens escandinavas mostradas na série "Vikings" são filmadas quase que inteiramente na Irlanda.

9. Rollo também existiu
O personagem Rollo é outro membro da série baseado em um personagem histórico. Especificamente, era um ancestral distante de William I, da Inglaterra, Hrolf, que é creditado com a conquista das terras francesas agora conhecidas como Normandia.

10. Mulheres Vikings
Embora seja surpreendente, a representação do papel das mulheres em "Vikings" não é uma licença para aproximá-las do nosso tempo. As verdadeiras mulheres Vikings tinham mais direitos do que em outras partes da Europa, incluindo o direito ao divórcio e a um novo casamento.

Gif Reprodução / Tumblr

11. Línguas mortas
A série ressuscitou até quatro línguas mortas em seus diálogos. Pequenos fragmentos foram falados em norueguês antigo, latim, inglês antigo e francês medieval. Desta forma, os espectadores conseguiram ouvir como os personagens daquele tempo falavam na realidade.

12. Rituais
Na série, são mostrados diferentes ritos religiosos ou de guerra dos Vikings, sendo um dos mais marcantes o “Blood Eagle, a Águia e Sangue”, que Ragnar pratica em um dos seus rivais. Consiste em abrir a vítima pela coluna vertebral, cortando e abrindo as costelas para que pareçam asas sangrentas e deixar os pulmões expostos. Não se sabe se a prática foi realmente feita ou era apenas uma maneira de gerar medo em seus inimigos.

13. As filhas de Michael Hirst
Duas atrizes da série são na verdade filhas do roteirista Michael Hirst. Uma delas é Maude Hirst, que interpreta a parceira de Floki, Helga. A outra é Georgia Hirst, que encarnou Torvi, esposa do filho do Rei Horik e Bjorn.

14. Maquiagem Viking
Uma das críticas que "Vikings" recebeu quando estreou foi o abuso de maquiagem, especialmente nos olhos dos protagonistas. No entanto, o "kohl" foi usado como delineador de olhos nos tempos antigos e, de fato, ainda é usado em países árabes, africanos e asiáticos. Esta maquiagem dos olhos é feita através de antimônio esmagado, cobre oxidado ou cinzas.

Gif Reprodução / Tumblr
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo