A música hoje ficou 'muito feminina', declara Bono em entrevista sobre o rock

Por Estadão Conteúdo
Frederick M. Brown/Getty Images
A música hoje ficou 'muito feminina', declara Bono em entrevista sobre o rock

O cantor Bono não está muito feliz com o estado do rock atualmente. Em entrevista à revista "Rolling Stone", o vocalista do U2 declarou que acredita que a música "ficou muito feminina". Bono usou a palavra "girly", que traz a ideia de feminilidade com toque infantil, para tratar do assunto.

O "desabafo" veio em resposta ao questionamento do repórter, que perguntou se o artista acreditava que uma revolução do rock estava por vir.

Leia mais:
Pesquisa geek aponta hábitos do consumidor de cultura pop no Brasil
Primo de Rihanna é assassinado e a cantora desabafa nas redes sociais

Bono reclamou do atual estado desse estilo musical para o público masculino. "Acho que a música virou muito feminina. E há um lado bom nisso, mas o hip-hop é o único lugar para a raiva adolescente dos garotos neste momento – e isso não é bom. Quando eu tinha 16 anos de idade, eu tinha muita raiva em mim", declarou.

Na mesma entrevista, ele reconheceu que passou por uma experiência que colocou sua vida em risco durante a gravação do álbum "Songs of Experience". No entanto, o vocalista não quis entrar em detalhes sobre o assunto. Bono afirmou que o ocorrido não teve a ver com a suspeita de câncer de garganta em 2000, nem quando sofreu um acidente de bicicleta. O cantor reconheceu apenas que sua nova relação com a mortalidade faz parte do álbum.

Em 2016, a revista "La Parisienne" relatou que o artista ficou trancado em um café durante o ataque terrorista no Dia da Bastilha em Paris. Ele teria se escondido por meia hora enquanto o estabelecimento fazia barricadas em suas portas e janelas.

Loading...
Revisa el siguiente artículo