Equilíbrio entre bem e mal fica ainda mais conturbado em Star Wars: Os Últimos Jedi

Por Metro São Paulo com Metro Internacional
Divulgação
Equilíbrio entre bem e mal fica ainda mais conturbado em Star Wars: Os Últimos Jedi

Em “O Despertar da Força” (2015), descobrimos que a paz conquistada em uma galáxia muito, muito distante, ao fim da trilogia clássica de “Star Wars”, foi desequilibrada com o advento da vilanesca Primeira Ordem, a qual se opõe um movimento chamado de Resistência liderado pela ex-princesa – agora general – Leia Organa (Carrie Fisher).

O novo “Star Wars: Os Últimos Jedi”, que estreia nesta quinta-feira (14), apresenta esses personagens encurralados pelo inimigo, prestes a eliminar os últimos remanescentes da centelha rebelde.

Leia mais:
Príncipes William e Harry vão à première do filme Star Wars: Os Últimos Jedi
Diretor e roteirista Rian Johnson expandirá ‘Star Wars’ em nova trilogia

Em uma trama paralela à do trio Luke (Mark Hamill), Rey (Daisy Ridley) e Kylo Ren (Adam Driver), o piloto Poe Dameron (Oscar Isaac), o stormtrooper dissidente Finn (John Boyega) e a mecânica Rose Tico (Kelly Marie Tran) lutam para ganhar tempo e preparar uma fuga da Resistência, algo essencial para que ela consiga se rearticular e preparar um contra-ataque após ter sofrido tantas baixas.

O episódio 9, o último da atual trilogia de “Star Wars”, será lançado em 20 de dezembro de 2019 sob direção de J.J. Abrams, de “O Despertar da Força”. No ano que vem, estreia o filme sobre a juventude de Han Solo. Depois virá uma nova trilogia, dirigida por Rian Johnson e desconectada das três já existentes.

Saiba mais sobre os principais personagens de "Os Últimos Jedi":

Loading...
Revisa el siguiente artículo