CCXP 2017: Bruna Marquezine, Marina Ruy Barbosa e Tatá Werneck caem no 'funk medieval'

Por Angela Corrêa - Metro Jornal

A Globo apresentou seu painel neste segundo dia da Comic Con Experience 2017 com a nata de seu elenco jovem. Bruna Marquezine se juntou a Marina Ruy Barbosa e Tatá Werneck para divulgar a novela "Deus Salve o Rei", que estreia em 9 de janeiro. No maior estilo "Lady Night", talk show de Tata, o painel acabou em funk na tarde desta sexta-feira (8).

Caracterizadas com vestidões e apliques de mais de 70cm no cabelo, as atrizes falaram sobre as inspirações para as personagens. Marina é a mocinha Amália, Bruna faz a vilã Catarina e a Tatá coube Lucrécia, que vai abusar da comicidade de sua intérprete.

"Sou uma princesa, por incrível que pareça. Pensaram em colocar uns narizes grandões para ser uma princesa mais assustadora, mas depois viram que não precisava", brincou Tatá, que abriu sua participação em pé, incomodada com o figurino. "Não consigo respirar e já urinei aqui", contou.

O diretor Fabrício Mamberti e o autor Daniel Adjadre, que abriram o painel, confirmaram as referências das séries "Vikings" e "Game of Thrones", o que fez com que Marina entrasse na onda das histórias só agora. "Estou viciada". Apesar disso, ela dispensa comparação com a ruiva Sansa, papel de Sophie Turner na série da HBO. "Meu personagem não tem nada a ver com ela. Mas eu adoro a Rainha dos Dragões".

Tatá, por sua vez, passou a assistir "Orphan Black", por causa das inúmeras facetas de Lucrécia. Na série canadense, a heroína convive com inúmeros clones.

No final, as meninas apresentaram uma aula improvisada de dança medieval e, para delírio da plateia, Marina e Bruna desceram até o chão, sob o comando hilário da MC Tatá, num pancadão que terminou com um selinho em um fã de Fortaleza que estava no palco.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo