Mário de Andrade inspira montagem teatral da Cia do Feijão em SP

Por Metro
Divulgação
Mário de Andrade inspira montagem teatral da Cia do Feijão em SP

Manuela era como o escritor Mário de Andrade (1893-1945) costumava chamar sua máquina de datilografar cativa, em uma homenagem ao colega Manuel Bandeira. É ela a inspiração para a peça homônima que ganha sessões gratuitas nesta segunda-feira (4) e no dia 11, às 19h, na Biblioteca Mário de Andrade (da Consolação, 94, Centro).

Em “Manuela”, da Cia do Feijão, a máquina ganha vida e, através de 19 canções, embala a narração da trajetória do intelectual desde suas viagens etnográficas pelo Nordeste do Brasil, que resultaram em influência direta em obras como “O Turista Aprendiz” e “Macunaíma”, ao exílio no Rio de Janeiro e a teoria literária presente na sua correspondência com Carlos Drummond de Andrade e Manuel Bandeira.

A partir disso, os atores Lincoln Antônio e Vera Lamy exploram os segredos poéticos de um dos principais autores modernistas brasileiros.

Loading...
Revisa el siguiente artículo