Cachorro Grande lança sétimo disco neste sábado no MIS

Por Estadão Conteúdo
Cachorro Grande lança sétimo disco neste sábado no MIS

Com três anos de atraso, o Cachorro Grande vai lançar a versão em vinil de Costa do Marfim, seu sétimo disco de estúdio, na noite deste sábado, 25, no auditório do MIS, como parte da programação Feira de Discos & Vitrolas. Será a celebração de álbum quase dado como perdido pela banda porque a remessa ficou presa na alfândega brasileira ao chegar pelos Estados Unidos, depois de serem fabricados na República Checa, pela GZ Media, conhecida como uma das melhores fábricas de discos em vinil do mundo.

O imbróglio é complexo. Dada a grande procura por fábricas de vinis, a GZ Media não aceita pedidos pequenos. Por isso, o Costa do Marfim passou pelo selo norte-americano Pirate Press, que, reúne os pedidos de produtores independentes menores em uma única encomenda. Com isso, as bolachas fabricadas seriam enviadas do país europeu para os Estados Unidos e, depois, viriam para o Brasil.

Os discos chegaram no País como "importação ilegal" e ficaram retidos. Os custos se tornaram altos demais e os discos só foram recuperados ao serem adquiridos em um leilão promovido pela Receita Federal, pelo Selo 180. Os discos todos são duplos, para serem ouvidos em 45 rotações, o que aumenta a qualidade do áudio Os preços são R$155 (versão normal) e R$ 289,90 (deluxe, colorido).

Serviço
Museu da Imagem e do Som (MIS). Av. Europa, 158, Jardim Europa, tel. 2117-4777. Sáb. (25), às 18h. Entrada gratuita.

Loading...
Revisa el siguiente artículo