Criador do mangá 'Samurai X' é acusado de posse de pornografia infantil

Por Estadão Conteúdo
Reprodução
Criador do mangá 'Samurai X' é acusado de posse de pornografia infantil

Nobuhiro Watsku, criador do mangá Rorouni Kenshin (conhecido no Brasil como Samurai X), foi acusado por posse de pornografia infantil no Japão.

De acordo com o site Yomiuri Shimbun, a polícia descobriu vários DVDs que mostravam imagens de meninas de menos de 15 anos nuas, no escritório de Watsuki em Tóquio. Conteúdo parecido também foi encontrado na sua casa.

O jornal acrescenta que durante outro caso de pornografia infantil suspeitas de que o artista tinha comprado material ilegal já tinham aparecido.

Lançado em 1994, Rurouni Kenshin já vendeu mais de 70 milhões de cópias e foi inspiração de um anime e de vários filmes com atores.

Loading...
Revisa el siguiente artículo