Artistas buscam refletir sobre Dia da Consciência Negra; confira a programação

Por Metro Jornal São Paulo, com Estadão Conteúdo
Liniker & os Caramelows - Leila Penteado/Divulgação
Artistas buscam refletir sobre Dia da Consciência Negra; confira a programação

Questões raciais e em torno de identidade pautam programação cultural durante todo o fim de semana.

BBoy Luan Batista/Divulgação

Theatro Municipal

A centenária casa de espetáculos promove um encontro de linguagens em seu palco. Nesta sexta (17) e sábado, às 20h, e domingo, às 17h, o espaço recebe a exibição do documentário “Balé Pé no Chão”, sobre a precursora em danças afrobrasileiras, Mercedes Batista, além de performance do b-boy Taz Crewest (foto) com bailarinos do Balé da Cidade de São Paulo e uma remontagem do diretor da companhia, Ismael Ivo, para “Das Tripas… Coração”.

A programação se repete na segunda-feira com uma orquestra de DJs regida pelo maestro Luis Gustavo Petri, antecedida, às 19h, por uma apresentação gratuita do Ballet Paraisópolis com a bateria da escola de samba Acadêmicos do Tatuapé.

Onde? No Theatro Municipal (pça. Ramos de Azevedo, s/n, Centro, tel.: 3053-2090). R$ 30 (desta sexta-feira a dom.) e R$ 20 (seg.).

Dois africanos Divulgação

Centro Cultural Fiesp

O palco da instituição que fica voltado para a avenida Paulista recebe dois shows grátis neste domingo. A abertura acontece às 13h com o duo Dois Africanos (foto), finalista do reality “Superstar”. Ele apresenta o show “Djawá”, que significa “alegre-se” na língua local de Benin. Às 16h, o black music, o rock e o soul embalam o tributo a Tim Maia feito pelo filho dele, Léo Maia.

Onde? No Centro Cultural Fiesp (av. Paulista, 1.313, Cerqueira César, tel.: 3146-7405).

16ª feira preta

O evento toma conta do Vale do Anhangabaú, a partir das 12h, durante todo o feriadão, com shows gratuitos. No sábado, a programação se concentra na Praça das Artes, com DJs e encontro de roda de sambas.

No domingo, o Boulevard São João recebe atrações como Heloá, Simba e Luedji Luna (14h), e a banda Aláfia com o rapper Rael (18h30).

A segunda tem Saravá e rapper Simba (15h), Liniker & os Caramelows (17h30) e Afrika Bambaataa (20h).

Performances

A exposição “Negros Indícios”, que reúne a produção contemporânea de 12 artistas afrodescendentes de diferentes regiões do país, sedia um ciclo de performances com alguns de seus integrantes. Sábado, às 15h, Rommulo Vieira Conceição, Moisés Patrício e Ayrson Heráclito (foto) se apresentam em sequência. Já no domingo, a partir das 14h, é a vez de Tiago Sant’Ana e Priscila Rezende. "(Re)Conhecendo a Amazônia Negra" traz fotografias de Marcela Bonfim, que lança catálogo na segunda-feira (20), às 11h.

Onde? Na Caixa Cultural (pça. da Sé, 111, Centro, tel.: 3321-4400). Grátis. Visitação de ter. a dom., das 9h às 21h.

Coral Jovem

Sob a regência de Tiago Pinheiro, o conjunto apresenta o programa “São Paulo Maputo Salvador”, que busca conexões entre o Brasil e a África por meio da produção de jovens compositores populares, como Tiganá Santana, Luciano Cossina e Lenna Bahule.

Onde? No Masp (av. Paulista, 1.578, Cerqueira César, tel.: 3141-5959). Sábado, às 16h. R$ 40. No Museu Afro Brasil (av. Pedro Álvares Cabral, s/n, parque Ibirapuera, tel.: 3320-8900). Dom., às 16h. Grátis.

Mart Eny Miranda/Divulgação

Shows nos sescs

Na segunda-feira, a rede Sesc recebe uma série de shows. A sambista Mart’nália (foto) é a atração do Sesc Parque Dom Pedro II. A apresentação é precedida, às 16h, por um cortejo do Bloco Afro Ilú Oba de Min intitulado “Alaafin de Oyó”.

No Sesc Itaquera, às 16h, a festa fica por conta de um dos destaques do rap nacional independente, Rincon Sapiência. No Sesc Vila Mariana, às 16h, o show é da banda Höröya, formada brasileiros e africanos, com influências de países como Guiné, Mali e Senegal. Toda a programação é gratuita.

SHOW

Caetano Veloso, Pitty, Karol Conka, Rael e Vanessa da Mata são alguns dos convidados que Emicida recebe para a gravação de seu primeiro DVD. Músicas inéditas devem entrar no repertório, além de canções que marcaram sua discografia, iniciada com mixtape de 2009.

Onde? Audio (Av. Francisco Matarazzo, 694, Água Branca, tel: 3862-8279). Segunda-feira (20), 19h. R$ 140 (4º lote).

Um palco montado no Bulevar São João reúne uma série de shows no domingo (19) e na 2ª (20), entre 14h e 20h. No primeiro dia, a programação inclui a banda Aláfia (que tem Xênia França como vocalista), convidando Rael e Zezé Motta. No dia do feriado, o destaque fica por conta de Liniker e os Caramelows.

Onde? Av. São João, 300, Centro. Dom. (19) e 2ª (20), 14h/20h. Grátis

Com mais de 30 anos de carreira, Reinaldo, o Príncipe do Pagode é herdeiro das tradições do lendário bloco Cacique de Ramos, que revolucionou o samba no fim dos anos 1970. Ele interpreta clássicos do gênero e canções gravadas ao longo de seus 16 álbuns – dois deles, discos de ouro. Sesc Pompeia.

Onde? Comedoria (R. Clélia, 93, 3871-7700). Segunda-feira (20), 18h30; Terça (21), 21h. R$ 6/R$ 20.

O Museu da Imigração realiza visita educativa à exposição "Territórios Negros", aos sábados e domingos, às 11h, até 26/11. A mostra retrata a identidade negra em São Paulo. Neste domingo (19), das 12h às 17h, ocorre o evento "Viva! Sabores da África", com receitas e músicas típicas, e entrada gratuita.

Onde? R. Visconde de Parnaíba, 1.316, metrô Bresser-Mooca, 2692-1866. R$ 10 (sáb. Grátis).

No Memorial da América Latina, shows e bate-papos animam o Encontro Paulista de Hip Hop. Entre os destaques estão shows de Kamau, Flora Matos e Rincon Sapiência, a partir das 18h30, na área externa; e o "Graffitando no Encontro" (foto acima), das 13h às 17h, com pinturas feitas ao vivo.

Onde? Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, metrô Barra Funda, 3823-4600. 25/11, 12h/22h. Grátis. Informações: bit.ly/EncHipHop

A peça Preto, da Companhia Brasileira de Teatro, parte do discurso de uma mulher negra, vivida por Grace Passô (f0t0), para abordar a recusa da existência de diferenças na sociedade. O elenco traz ainda Renata Sorrah e Cássia Damasceno. 100 min. 14 anos. Sesc Campo Limpo (124 lug.).

Onde? R. N. Senhora do Bom Conselho, 120, 5510-2700. 5ª a sáb., 20h; dom., 18h. R$ 9/R$ 30. Até 17/12.

Dança e cinema integram a programação do MIS, na 2ª (20). Às 15h20, tem exibição do documentário "Soul King Nino Brown", sobre King Nino Brown, importante nome do hip hop nacional – ele estará lá para um bate-papo e para comandar o Baile Black, a partir das 18h. Já a performance de dança "Toda Raiz Tem um Pouco de Senzala" será às 17h, na área externa.

Onde? Av. Europa, 158, Jd. Europa, 2117-4777. 2ª (20), 15h/20h. Grátis.

A Casa Mário de Andrade recebe show com o guitarrista Daniel Oliva, em uma homenagem à data e ao poema "Nova Canção de Dixie" – escrito pelo modernista que dá nome ao espaço e que aborda a perseguição de negros nos EUA dos anos 1940. No repertório, clássicos do afrojazz e músicas autorais.

Onde? R. Lopes Chaves, 546, Barra Funda, 3666-5803. Sáb. (18), 16h. Grátis (inscrições: bit.ly/mario18).

Sob o tema "A Perspectiva Negra da Cidade de São Paulo: Diálogos Étnico-raciais", o Sarau Ocupação do Beco reúne escritores negros que declamarão poemas de resistência no Beco do Pinto, vizinho ao Solar da Marquesa de Santos. O local era usado como passagem de trabalhadores escravizados que buscavam a liberdade.

Onde? R. Roberto Simonsen, 136, Centro. Sáb. (18), 14h. Grátis.

O projeto "Novembro Negro", do Coletivo Legítima Defesa, inclui a performance "Um Rosto à Procura de um Nome" – no sábado (18), às 18h, artistas percorrem a rampa do Sesc Pompeia (R. Clélia, 93, 3871-7700). Na 2ª (20), às 18h, o teatro do local terá exibição de filme de Göran Olsson sobre movimentos de independência africanos nos anos 1960 e 1970. Informações: bit ly/cltldef

Primeira mulher a ser aceita na ala dos compositores da Mangueira, Leci Brandão interpreta sucessos como "Zé do Caroço" e também músicas de seu álbum mais recente, "Simples Assim". A engajada "Identidade", composição de Jorge Aragão, também é lembrada. Sesc Interlagos.

Onde? Praça Pau Brasil (5.000 lug ). Av. Manuel Alves Soares, 1.100, 5662-9500. Dom. (19), 16h. Grátis.

Com curadoria de Daniel Lima, a exposição Agora Somos Todxs Negrxs? reúne 15 artistas negros, de diferentes gerações, cujas obras discutem questões étnicas e de gênero. Nomes como Ana Lira e Paulo Nazareth exibem vídeos, fotografias, desenhos, esculturas, instalações e performances.

Onde? Galpão VB. Av. Imperatriz Leopoldina, 1.150, V. Leopoldina, 3645-0516. 12h/18h (fecha dom. e 2ª). Grátis. Até 16/12.

Loading...
Revisa el siguiente artículo