Exathlon: talvez eu deveria ter sido mais flexível, diz a eliminada Juliana

Por band.com.br
Ayhan Yıldız/Exathlon Brasil)
Exathlon: talvez eu deveria ter sido mais flexível, diz a eliminada Juliana

A modelo Juliana Findikoglu nadou, nadou, morreu na praia e foi a sétima pessoa a ser eliminada do Exathlon Brasil, o reality show mais difícil da televisão. Indicada À Deriva por Vance Poubel, a integrante do time dos Guerreiros se surpreendeu com a sua saída.

Questionada pelo Portal da Band, Juliana revelou qual teria sido seu ponto fraco na competição: a convivência. "Talvez se eu tivesse tido uma melhor convivência com o grupo, ou não tivesse me mostrado tão curta e direta… Se eu tivesse sido mais flexível em alguns momentos. Não sei", analisou.

"Essas três indicações [À Deriva] que eu tive foram porque desde o iníco eu me mostrei. Eu tentei mostrar que eu vim aqui para jogar, que não vim para brincadeira, porque eu estava sacrificando muita coisa. Fui bem justa no jogo. Acho que as pessoas não tinham o mesmo pensamento que eu naquele momento. Eu pensei individualmente desde o início, porque é um jogo individual querendo ou não", completou Juliana.

Apesar dos problemas de convivência causados pela sua personalidade forte, a modelo celebrou a experiência do Exathlon Brasil. "Eu aprendi muito a dar valor as coisas pequenas. Tenho um sentimento de dever cumprindo. Eu vim para cá para mostrar para os meus filhos uma pessoa verdadeira. Quis mostrar que, quando você corre atrás de uma coisa e você luta por isso, você consegue", explicou.

"O jogo acabou, mas eu estou com um sentimento de felicidade porque a vida lá fora me espera. Tenho muita família esperando por mim", continuou a modelo, que pretende ligar para seus filhos assim que for possível. "Vou pegar meu telefone e ligar para eles. Quero vê-los, pois estou morrendo de saudade", disse.

Juliana também falou sobre sua controversa comemoração de onça-pintada. "Foi uma comemoração que eu achei legal de fazer, por ser essa 'pessoa-onça'. Por eu ser muito brava. Não em todos os momentos, mas quando eu estou nervosa. Acho que no jogo vale tudo, isso de irritar o oponente. Se estava os afetando, era muito bom para o jogo, não era?", questionou.

Uma das pessoas que mais se irritava com a comemoração era a campeã olímpica Maurren Maggi, que celebrou a saída de Juliana. "Como ela mesma disse, ela me achava muito forte. Ela achava que eu dava trabalho na competição. Então, ela ficou feliz por isso. Uma pessoa forte a menos para ela competir", explicou.

A modelo também comentou sua eliminação ao lado de Kauane Ribeiro, lesionada, e Renato Nicoli. "Não sei se o público errou ou se acertou [ao me mandar embora]. Acho que o público vê o jogo de uma maneira diferente. Talvez eles tenham se aproximado mais da Kauane e do Renato do que de mim De nenhuma maneira foi certo ou errado. Foi só aquela questão de proximidade", garantiu.

E, para Juliana, sua saída não vai deixar os Guerreiros totalmente desfalcados. "Existem pessoas muito fortes no nosso time. Depende muito da prova. São sempre as finalizações que fazem a grande diferença. Acho que todos do nosso time têm a capacidade de ganhar, assim como os Heróis. É muito da sorte, do dia, de como a pessoa levanta, como a pessoa está. Acho que os Guerreiros têm sim muitas chances de ganhar", finalizou.

Loading...
Revisa el siguiente artículo