Filme de Louis C.K. e especial do Netflix são cancelados após acusações de assédio

Por Reuters
Kevork Djansezian/Reuters
Filme de Louis C.K. e especial do Netflix são cancelados após acusações de assédio

O lançamento do filme “I Love You, Daddy”, de Louis C.K., foi cancelado nesta sexta-feira, assim como um especial do Netflix com o comediante, devido a alegações de má conduta sexual feitas contra ele.

“A Orchard não irá adiante com o lançamento de ‘I Love You, Daddy’”, disse a distribuidora do filme, The Orchard, em um comunicado enviado por email.

Cinco mulheres detalharam alegações de má conduta sexual do humorista vencedor do Emmy em uma reportagem do jornal New York Times publicada na quinta-feira, incluindo três que disseram que ele se masturbou diante delas.

A Reuters não conseguiu verificar nenhuma das acusações de maneira independente.

O Netflix disse em um comunicado por email que as alegações eram “perturbadoras”.

Os representantes de C.K. não responderam de imediato a um pedido de comentários sobre a decisão de cancelar a estreia do filme, que deveria entrar nos cinemas norte-americanos no dia 17 de novembro.

No artigo do NYT, o empresário de C.K., Lewis Kay, disse que o artista “não responderá a nenhuma pergunta” da publicação.

Na quinta-feira Kay disse que C.K. divulgará um comunicado por escrito nos próximos dias.

“I Love You, Daddy” foi escrito e dirigido pelo comediante, que também atua no papel do pai de uma garota de 17 anos que tem um romance com um cineasta de 68 anos.

C.K. é a celebridade mais recente do mundo do entretenimento a ser acusada de má conduta sexual na esteira das alegações contra o produtor de cinema Harvey Weinstein e o ator Kevin Spacey.

Loading...
Revisa el siguiente artículo