Festival Contemporâneo de Dança resiste com programação enxuta

Por Metro Jornal
‘T’, do catalão Jordí Gali, abre a programação no Sérgio Cardoso - divulgação
Festival Contemporâneo de Dança resiste com programação enxuta

Sem apoio direto das instâncias municipal e estadual, o Festival Contemporâneo de Dança chega a sua 10ª edição apostando na resistência.

Responsável por apresentar uma seleção da vanguarda nacional e internacional dessa linguagem, o evento precisou diminuir para continuar existindo.

Dessa vez, serão três atrações, espalhadas em diferentes espaços até o dia 19.

Para começar, o catalão Jordí Gali, que já dançou com Wim Vandekeybus, Anne Teresa De Keersmaeker e Maguy Marin, apresenta o solo “T”, de hoje a domingo, às 19h30, no Teatro Sérgio Cardoso (r. Rui Barbosa, 153, Bela Vista, tel.: 3288-0136; R$ 30). O trabalho explora a relação entre o corpo humano e vários objetos, como uma rocha, um pneu, uma viga.

O festival segue na próxima semana com “A Emparedada da Rua Nova”, de Eliana de Santana, nos dias 16 e 17, às 19h, no Centro de Referência da Dança (baixos do Viaduto do Chá, s/n, Centro, tel.: 3214-3249; grátis).

A programação fecha nos dias 18 e 19, no Sesc 24 de Maio (r. 24 de maio, 109, Centro, tel.: 3350-6300; sáb., às 19h e 20h30; dom., às 18h; R$ 20), com “Enquanto Estamos Olhando”, que marca a estreia de um trabalho da croata Ivana Müller no Brasil.

A obra se vale da participação do público para questionar os papéis que desempenhamos na sociedade. 

Loading...
Revisa el siguiente artículo