Mariah Carey é acusada de assédio sexual pelo seu ex-segurança

Por Metro Jornal
Neilson Barnard/Getty Images
Mariah Carey é acusada de assédio sexual pelo seu ex-segurança

A cantora Mariah Carey foi acusado por um ex-segurança de assédio sexual. De acordo com informações do site TMZ, Michael Anello, que é dono de uma empresa de segurança que prestava serviço para Mariah, ameaçou entrar com um processo contra ela.

De acordo com Anello, a cantora “fazia atos sexuais com a intenção de que eles fossem vistos pelo segurança”. Além disso, ele afirma que ela o humilhava constantemente ao chamá-lo de nazista, skinhead, membro da Ku Klux Klan e supremacista branco.

Leia mais:
Ex-ator diz que Charlie Sheen estuprou garoto de 13 anos em 1986; astro nega

O site TMZ teve acesso ao rascunho que os advogados do segurança fizeram do que seria o processo. No documento, Anello dizia que uma vez Mariah pediu que ele fosse até seu quarto para carregar suas malas e encontrou a cantora com um robe transparente e semiaberto.

O segurança disse que tentou sair, mas ela insistiu que ele continuasse realizando seu trabalho. Ele ainda disse que Mariah “queria ficar cercada de caras negros, não de pessoas brancas”. O segurança afirmou que havia tido prejuízo enquanto trabalhava para ela.

A equipe da cantora afirmou ao TMZ que já entrou em contado com os advogados do segurança e que iria pegar uma quantia. Sua equipe, porém, não comentou a acusação de assédio.

Loading...
Revisa el siguiente artículo