Aos 83, Eva Wilma estreia como cantora

Por Metro Jornal São Paulo
Show ‘Crise, que Crise?’ tem sessão amanhã no Teatro J. Safra - Divulgação
Aos 83, Eva Wilma estreia como cantora

Ainda na juventude, a carreira de bailarina de Eva Wilma foi logo desviada para a de atriz. Agora aos 83 anos, sendo 63 no teatro, cinema e TV, ela se vê diante de um novo desafio: estrear como cantora.

A oportunidade acontece no show “Crise, que Crise?”, idealizado por John Herbert Jr., o Johnnie Beat, cantor, compositor e filho da atriz.

O título sugere justamente uma reinvenção diante de momentos difíceis. Com sessão única, a apresentação acontece amanhã, às 21h, no Teatro J. Safra (r. Joseph Kryss, 318, Barra Funda, tel.: 3611-3042; de R$ 15 a R$ 60).

“Tive o privilégio de ter pais muito musicais que me proporcionaram aulas de piano, balé e violão. Na escola, também tive canto orfeônico. Isso foi muito definitivo para mim”, lembra Eva.

Na ocasião, ela entoa três músicas de sua própria seleção. “Uirapuru” é uma homenagem a Inezita Barroso (1925-2015), com quem a atriz aprendeu violão na infância. “Eu cantava essa música com ela desde os dez anos!”, diz Eva. A outra faixa é “Felicidade”, de Lupicínio Rodrigues, e “O Trenzinho Caipira”, de Villa-Lobos com letra de Ferreira Gullar.

Dirigido por Eduardo Figueiredo, o show conta ainda com Heloá Holanda, semifinalista do “X Factor” e outros sete músicos. “Eles tocam de tudo, composições próprias. Eu introduzi um pouco de brasilidade. Brinco dizendo que sou apenas a cereja do bolo”, diz a atriz aos risos.

Loading...
Revisa el siguiente artículo