Diretor da Amazon Studios também é afastado por acusação de assédio sexual

Por Reuters
Slaven Vlasic/Getty Images for Museum of the Moving Image
Diretor da Amazon Studios também é afastado por acusação de assédio sexual

O diretor da Amazon Studios, Roy Price, entrou em licença na última quinta-feira (12), informou a empresa, devido a alegações de assédio a uma produtora.

Ele também ignorou uma reclamação, por agressão sexual, de uma atriz contra o produtor Harvey Weinstein, que foi demitido da própria companhia que criou após uma série de denúncias de abuso.

Roy Price, da Amazon Studios e o produtor Harvey Weinstein Price ao lado de Harvey Weinstein em evento em junho de 2017 / Slaven Vlasic/Getty Images for Museum of the Moving Image

Na quinta-feira a revista Hollywood Reporter noticiou uma alegação de Isa Hackett, produtora de uma das séries da Amazon.com, de que Price teria feito propostas indecentes em 2015.

A Amazon disse em um comunicado: "Roy Price entrou em licença com efeito imediato. Estamos revisando nossas opções para os projetos que temos com a Weinstein Co."

Isa não respondeu de imediato a um pedido de comentários. A Reuters não conseguiu confirmar a alegação de forma independente nem contatar Price de forma independente, e o diretor tampouco quis comentar à Hollywood Reporter.

O afastamento de Price cria incerteza sobre a direção do estúdio no momento em que a Amazon está investindo mais do que nunca em conteúdos de vídeo – foram cerca de 4,5 bilhões de dólares neste ano.

Leia mais:
Harvey Weinstein, de padrinho de Tarantino a acusado de assédio sexual
Após denúncias de abuso sexual, estilista da Marchesa deixa o produtor de cinema Harvey Weinstein
Produtor Harvey Weinstein é suspenso de academia britânica após denúncias de assédio

Loading...
Revisa el siguiente artículo