Confira as atrações e os locais da Virada Cultural em São Paulo

Por Lais Pagoto

A Virada Cultural começa neste sábado, às 18h, e oferece por 24 horas atrações que vão muito além do centro. Aproveite a cidade, e lembre-se da galocha e do guarda-chuva. Vai chover!

Chácara do Jockey

chacaradojockeylinikerdivulgacaosecretariamunicipaldecultura.jpg Cantor Liniker se apresenta às 18h na Chácara do Jockey
Divulgação

A lista com a programação é tão vasta que os shows, festas e performances acontecerão simultaneamente, em diferentes áreas do parque.

Liniker, o cantor de bigode e batom que ganhou o público pela melodia e letra envolventes, abre o palco principal e a boca para deixar fluir o vozeirão neste sábado (21), às 18h.

A noite segue até o dia seguinte com As Bahias e a Cozinha Mineira, que convidam Tulipa Ruiz; o grupo chileno Juana Fe; Dona Onete, que canta ao lado de Gaby Amarantos; a banda de reggae Ambulantes e a Orquestra Brasileira de Música Jamaicana, que se apresenta com Nando Reis.

Paralelamente, acontecem batalhas de poesia falada e festas a céu aberto e no coreto, como a Festa Mel e a Calefação Tropicaos.

Serviço: Rua Santa Crescência, s/nº – Ferreira. Das 18h às 4h da madrugada de sáb. para dom., e domingo, das 14h às 18h (início da última apresentação)

Parque do Carmo

parquedocarmodiogonogueiradivulgacaosecretariamunicipaldecultura.jpg Diogo Nogueira se apresenta no domingo (21), a partir das 13h, no Parque do Carmo
Divulgação

A zona leste também está repleta de grandes atrações, para serem aproveitadas a partir de sábado até o pôr do sol do dia seguinte, que fica ainda mais bonito no Parque do Carmo.

No palco principal, Planta e Raiz, uma das mais consagradas bandas de reggae paulistas, e a escola de samba Acadêmicos do Tatuapé animam a noite de sábado, a partir das 20h.

Também estarão por lá bandas de fanfarra e intervenções cenográficas e de dança.

Na tarde de domingo, a música brasileira ficará nas (ótimas) mãos de Diogo Nogueira e Alcione, a partir das 13h.

Serviço: Av. Afonso de Sampaio e Sousa, 951 – Itaquera. Sábado, das 18h às 23h, e domingo, das 9h às 18h

Centros Educacionais Unificados

ceusraimundoseduardoanizellifolhapress.jpg Banda de rock Raimundos se apresenta no CEU São Mateus
Eduardo Anizelli/Folhapress

Também conhecidos como CEUs, 13 dos 46 centros educacionais existentes na cidade receberão a programação da Virada Cultural. Entre os destaques estão o show do rapper Thaide, no CEU Vila do Sol, localizado no Campo Limpo; a  banda de rock Raimundos, que se apresenta no CEU São Mateus e a cantora Luciana Mello, que solta a voz com suas músicas de MPB no CEU Jaçanã, zona norte. Os três shows acontecem sábado, às 20h. Difícil será escolher entre eles.

Para mais informações, acesse viradacultural.prefeitura.sp.gov.br

Autódromo de Interlagos

autodromomcguibrunopolettifolhapress.jpg MC Gui canta seus sucessos a partir das 15h do domingo (21)
Bruno Poletti/Folhapress

Depois de receber, por quatro anos consecutivos, o Lollapalooza, um dos maiores festivais de música que acontecem no país, o autódromo já mostrou que sabe como acolher a galera que quer se divertir.

A programação por lá é voltada à família e começa no domingo, às 9h. A grande atração será o MC Gui, que canta seus sucessos a partir das 15h. Além das apresentações, estarão espalhados pelo evento malabaristas, acrobatas e mágicos para fazer a alegria da criançada.

Os pequenos também poderão se divertir nas oficinas, nas alas de pintura de rosto e nos brinquedos infláveis. Quando bater a fome, procure pela feira gastronômica, montada no local.

Serviço: Av. Senador Teotônio Vilela, 261 – Interlagos. Domingo, das 9h às 16h.

Sambódromo do Anhembi

sambodromodanielamercurycreditoceliasantos.jpg Daniela Mercury abre a programação do sábado às 18h
Divulgação/Celia Santos

O local pode até ser conhecido pelos desfiles das escolas de samba, mas, a partir de sábado à noite, receberá artistas de diferentes linguagens e estilos.

Daniela Mercury desce do trio elétrico para subir ao palco principal e abrir a programação às 18h. Grandes nomes da MPB/Fado e do Rock, como Fafá de Belém e Titãs, também passarão por lá.

Para os que ainda não superaram o fim do Carnaval, o bloco “Tarado Ni Você” anima a galera no domingo à tarde, no palco que não poderia receber nome melhor do que “Festa”.

Entre um show principal e outro, vale conferir os voos suspensos dos irmãos Sabatino e a Banda Suspensa, que se apresentam em diferentes horários ao longo do fim de semana.

Serviço: Av. Olavo Fontoura, 1209 – Santana. Sábado, das 18h às 3h da madrugada de sáb. para dom. (início da última interação), e domingo, das 10h às 16h30 (início da última apresentação)

Centros Culturais

centrosculturaismanobrowndivulgacaosecretariamunicipaldecultura.jpg Rapper Mano Brown se apresenta no Centro Cultural Palhaço Carequinha
Divulgação

Os espaços estão espalhados pela cidade e repletos de shows que agradam a todos os gostos. No da Penha, Vanusa se apresenta sábado, às 20h, e Erasmo Carlos domingo, às 18h.

Já para os fãs de reggae, a banda Tribo de Jah, vinda da Jamaica brasileira, o Maranhão,  e composta por cinco integrantes cegos, canta e toca no domingo, na unidade da Cidade Tiradentes.

Do outro lado do município, o estilo repercute com Mato Seco, que sobe ao palco do Centro Cultural Palhaço Carequinha, no Grajaú, domingo, às 15h.

No mesmo local, canta também Mano Brown, um dos mais respeitados artistas do rap nacional. O Centro Cultural São Paulo é o lugar onde Tiê soltará a voz, nesta madrugada.

Mas para quem prefere o agito do punk, Ratos de Porão se apresentam sábado, às 22h, no Centro Cultural da Juventude.

Para mais informações, acesse viradacultural.prefeitura.sp.gov.br

Biblioteca Mário de Andrade

bibliotecamariodeandradeverafischer8673496highlenisepinheirofolhapress.jpg Vera Fischer se apresenta com a peça "Dois perdidos numa noite suja", entre as 18h do sábado e do domingo
Lenise Pinheiro/Folhapress

Entre intervenções, teatro e música, a biblioteca terá como destaque as leituras dramáticas, que se iniciam à 0h, de sábado para domingo. Os textos, de autoria do escritor Plínio Marcos, serão interpretados por vários atores já consagrados. Entre eles, Sérgio Guizé, que interpreta “Querô”; Mário Bortolotto e Paulo César Pereio, que encenam “Dois perdidos numa noite suja”; além de Vera Fischer e Verónica Valenttino, que sobem ao palco para ler as personagens femininas do autor.

Serviço: Rua da Consolação, 94. Sábado, às 18h, até domingo, às 18h (início da última apresentação)

Theatro Municipal

theatromunicipalescoladesambavavaibrunosantosfolhapress.jpg Escola de samba Vai-Vai se apresenta com a Orquestra Bachiana às 2h desta madrugada
Bruno Santos/Folhapress

O cartão postal da cidade recebe o público com suas principais atrações, como o Balé da Cidade, a Orquestra Sinfônica Municipal e o Coral Paulistano. Mas não pense que é só de música clássica que se faz as apresentações do teatro durante a Virada Cultural.

Longe disso, a Orquestra Bachiana se apresentará ao lado da famosa escola de samba Vai-Vai, às 2h desta madrugada.

Até mesmo o sertanejo de raiz e o fado, cantado pela voz única do português Camané, que se apresenta por meio de uma parceria com o Consulado Geral de Portugal, terão lugar garantido no palco, às 15h e às 18h de domingo, respectivamente.

Serviço: Praça Ramos de Azevedo, s/nº. Sábado, das 18h às 4h10 da madrugada de sáb. para dom. (início da última intervenção), e domingo das 10h às 18h (início da última apresentação)

Boulevard São João

boulevardsaojoaocurumincreditorafaelkent.jpg Curumin abre a programação do sábado, às 18h
Divulgação/Rafael Kent

Se prepare para ouvir as músicas dos seus grandes cantores e compositores. Isso porque estará montado no local o tablado “Tributos”, onde artistas prestam homenagem a grandes nomes da música nacional e internacional.

Quem abre a programação, sábado às 18h, é Curumin, cantando os sucessos de Stevie Wonder. Mas até o fim do domingo terão sido relembrados muitos outros legados, como o de Madonna, Cássia Eller, Tim Maia, Novos Baianos e Roberto Carlos, homenageado por Roberta Miranda.

Se quiser curtir cada minuto da virada não deixe de passar por lá. Afinal, não são todos os pontos da cidade que terão atrações durante as 24 horas de evento.

Serviço: No Boulevard São João (Av. São João, 300). Sábado, às 18h, até domingo, às 17h (início da última apresentação)

Cortejos

cortejosmolejodivulgacaosecretariamunicipaldecultura.jpg Banda Molejo se apresenta no domingo (22)
Divulgação

Quem estava com saudades do Carnaval paulistano já pode comemorar. Nos cortejos, o público também segue as atrações de rua em rua, cantando muito e dançando junto.

Sábado, às 18h15, “Arrasta Sandália” abre a programação, com bonecos gigantes e forró dos bons, cantado por Falamansa e Xaxado Novo.

A cantora Iza, grande aposta da Warner Music que está viciando os amantes de pop com sua voz,  também quebra tudo por lá com a Banda Uó nesta madrugada.

No domingo, a folia fica por conta do É o Tchan, que se apresenta com outro grupo querido entre os fãs dos anos 90: Molejo.

Serviço: Concentração na Rua Barão de Itapetininga, em frente ao Theatro Municipal. Trajeto: Rua Cel. Xavier de Toledo, Rua Conselheiro Crispiniano, Av. São João, Av. Ipiranga e Av. São Luís. Sábado, das 18h15 às 1h da madrugada de sáb. para dom. (início do último cortejo), e domingo, das 14h às 18h (início do último cortejo)

Esquina das avenidas São João e Ipiranga

esquinadaavenidasaojoaoeipirangaquartetoabayomidivulgacaosecretariamunicipaldecultura.jpg Quarteto Abayomi faz homenagem ao samba
Divulgação

A localização é tão famosa e tradicional quanto o estilo musical escolhido para dar voz  à esquina, o samba.

A batucada começa às 18h de forma sensível e respeitosa, como é típica do gênero: uma homenagem aos 120 anos do nascimento de Pixinguinha.

Depois, o local receberá mais 10 shows, entre rodas de samba, como a do Samba da Vela; grupos, como o Quarteto Abayomi e o Samba Delas, formado somente por mulheres; e artistas de carreira solo, como a cantora Verônica Ferriani e o sambista Douglas Germano.

Serviço: Na esquina das Avenidas São João e Ipiranga.  Sábado, às 18h, até domingo, às 15h30 (início da última apresentação)

Vale do Anhangabaú

valedoanhangabaualegriaalegriacreditomarcoshermes16.jpg Cantora Zélia Duncan faz homenagem ao 50 anos da Tropicália, às 16h do domingo

Música e dramaturgia se unem em um dos pontos mais conhecidos da cidade. Por lá, a Virada será com grandes espetáculos de teatro musical, como “Alegria, alegria”, uma homenagem ao 50 anos da Tropicália.

A direção é de Moacyr Góes, mas a detentora de grande parte das atenções é Zélia Duncan, cantora e compositora de MPB que se destaca agora também nas artes cênicas.

As canções da peça, é claro, serão repletas de Caetano Veloso, além de Gilberto Gil, Roberto Carlos e Luiz Gonzaga.

O espetáculo faz sua apresentação especial  para o evento no domingo, às 16h. Para quem quiser embarcar neste sábado mesmo no mundo dos musicais, as atrações começam às 18h.

Serviço: No vale do Anhangabaú. Sábado, das 18h à 0h (início do último musical), e domingo, das 10h às 16h (início do último musical)

Loading...
Revisa el siguiente artículo