Drama russo ‘Loveless’ se contrapõe ao americano ‘Wonderstruck’ em Cannes

Todd Haynes, Michelle Williams e Julianne Moore em première/Reuters
Drama russo ‘Loveless’ se contrapõe ao americano ‘Wonderstruck’ em Cannes
Por: Metro Jornal

O Festival de Cannes abriu na quinta-feira (18) a competição de sua edição de número 70 com uma oposição entre o amor americano e o desamor russo.

“Loveless”, do russo Andrey Zvyagintsev (“Leviatã”), é frio, cruel, melancólico e impiedoso com seus personagens. Segundo o diretor, o que ele apresenta pode acontecer em qualquer lugar.

A família representada no filme passa por um processo de divórcio. A mãe tem um novo amante, o marido está a ponto de ter um filho com outra mulher. O ódio mútuo deles faz com que ignorem o filho de 12 anos, que foge de casa. Quem o procura são voluntários, os únicos que despertam um pouco de esperança no público.

Depois da experiência de ver esse filme, é incrível perceber como o amor é ressaltado em “Wonderstruck”, do americano Todd Haynes. Metade em preto e branco e metade colorido, muito musical, apesar de lacônico, o filme se passa em duas épocas.

Nos anos 1970, no Minnesota, um menino lida com a perda da mãe (Michelle Williams) enquanto busca o pai que nunca conheceu. Em paralelo, nos anos 1920, uma garota surda foge de seu pai insensível, em Nova York, para encontrar sua mãe, uma atriz famosa (Julianne Moore).

As duas obras buscam premiação, mas saberemos apenas no dia 28 o que importa mais para o Festival de Cannes: o otimismo terno ou o realismo cruel. 

20170519sp26twinpeakskeyartlaura.jpg Sheryl Lee volta a encarnar Laura Palmer
Divulgação

Expectativa ronda em torno de revival de ‘Twin Peaks’

Apesar de ainda não ter data para ir ao ar no Brasil, a 3ª temporada de “Twin Peaks” estreia nos Estados Unidos no domingo (21), no canal Showtime, em episódio duplo que será exibido na quinta-feira (25) no Festival de Cannes.

O mistério ronda em torno dos 18 novos capítulos da trama criada por David Lynch e Mark Frost nos anos 1990. A única certeza é que a história será retomada 25 anos após a morte de Laura Palmer (Sheryl Lee), fato responsável por conduzir a narrativa.

A atriz volta, assim como Kyle MacLachlan na pele do Agente Cooper, mas novos nomes participam, como Michael Cera e Naomi Watts. O papel deles, no entanto, é ainda desconhecido.

Loading...
Revisa el siguiente artículo