"Gostosas, lindas e sexies" tenta combater gordofobia com comédia

Famosa por viver a filha da personagem de Paulo Gustavo no filme “Minha Mãe É um Peça”, Mariana Xavier está cansada de ajudar a cumprir “cotas” devido a seu tipo físico. “As pessoas esquecem que a gente está em um país no qual boa parte das pessoas têm sobrepeso. Por que não ter gordas protagonistas?”, questiona ela.

“Gostosas, Lindas e Sexies”, que está em cartaz nos cinemas, traz uma luz para o problema a partir de não uma, mas quatro personagens lidando com questões como relacionamentos e trabalho.

Leia também:
‘Guardiões da Galáxia Vol. 2’: novos vídeos mostram cenas de bastidores do filme
‘Carmen Sandiego’: Netflix está produzindo novos episódios da animação

“A inspiração veio da série ‘Sex and the City’. Por que aquelas mulheres não poderiam ser gordas sendo que a maioria da população feminina está fora do que se considera modelo padrão? Cada uma tem o seu conflito como qualquer mulher, e o peso não exerce nenhum protagonismo no roteiro”, afirma o diretor Ernani Nunes.

Mariana vive uma mulher descrita por ela como “muito livre e sexualizada”. Fazer cenas de sexo foi algo inédito na carreira da atriz, que enfrentou o desafio com coragem após um alerta da colega de elenco Carolinie Figueiredo: “Ela me disse para pensar na quantidade de mulheres que eu estava representando e que nunca se viram no cinema dessa forma sem ser alvo de chacota”.

Cacau Protasio diz ter buscado inspiração em Queen Latifah para encarnar uma mulher elegante e preocupada com o trabalho. “Estou muito feliz de fazer um filme no qual a gente pode mostrar que existem vários tipos de mulheres no mundo”, diz ela.

Completa o elenco Lyv Ziese na pele de uma mulher com problemas no casamento. “Passei a vida inteira brigando para me aceitar e achava que nunca fosse chegar a ser protagonista de cinema”, diz ela.

Veja o trailer de “Gostosas, Lindas e Sexies”:

https://youtu.be/_FoZnw-tRTs

Loading...
Revisa el siguiente artículo