Exposição coloca público dentro de obras de Yoko Ono

Por admin

Antes de receber a culpa pela separação dos Beatles, ao se envolver com John Lennon (1940-1980), Yoko Ono se consolidou como uma das mais importantes artistas pós-modernas da cena nova-iorquina.

São as criações desse tempo que integram a exposição “O Céu ainda É Azul, Você Sabe…”, que abre amanhã no Instituto Tomie Ohtake.

Leia também:
Força visual dos Panteras Negras é compilada em exposição
Exposição de fotografias revela glamour da era de ouro de Hollywood

Pensada exclusivamente para o espaço pelo crítico Gunnar B. Kvaran, a mostra busca fazer um panorama da carreira de Yoko, marcada por seu forte engajamento político e social e pela busca em transformar o espectador em parte ativa da obra.

Ao longo da visitação, o público vai poder se relacionar com 65 instruções criadas de 1955 até hoje.

São peças como “Respire” (1966), “Sonhe” (1964), “Sinta” (1963) e “Imagine” (1962), que já estimulam os sentidos e a criatividade apenas com seus próprios nomes.

A exposição reúne ainda filmes com participação de Lennon, como “Estupro” (1969) e “Liberdade” (1970).

Serviço:
No Instituto Tomie Ohtake (r. Coropés, 88, Pinheiros, tel.: 2245-1900). Abre amanhã (1º). De ter. a dom., das 11h, às 20h. R$ 12. Até 28/5.

Loading...
Revisa el siguiente artículo