Em ‘De Volta ao Jogo’, Willem Dafoe faz sua estreia em um filme de ação

Por lyafichmann
‘Atuação precisa de ação’, diz o ator | Ernesto Ruscio/Getty Images ‘Atuação precisa de ação’, diz o ator | Ernesto Ruscio/Getty Images

Willem Dafoe é um ator que topa tudo. Ele já foi um vilão de filme de super-heróis (“Homem-Aranha”), Jesus (“A Última Tentação de Cristo”), atuou em dramas (“O Anticristo”), foi indicado ao Oscar e ao Framboesa de Ouro. Agora ele está no filme de ação “De Volta ao Jogo”, que estreia nesta quinta-feira, em que vive um assassino a quem encomendam a morte de um velho colega (interpretado por Keanu Reeves).

Você nunca tinha feito filmes de ação.
Gosto de fazer sequências de ação. É divertido porque é atlético e requer timing, um tom certo. Sempre estou aberto a sequências de ação. Isso é o que gosto em atuar: o fato de você precisar de uma ação forte. Se você não se doa por completo, tudo fica mecânico e seco, mas se você se joga demais, as pessoas podem se machucar.

Você tem pelo menos 12 mortes em filmes – o mesmo número de Sean Bean. 
Não conheço ninguém que morra tanto quanto eu!

Há algo em você que te direciona a isso?
É bom ter uma boa saída. A morte é tão dramática! O tema não me atrai necessariamente, mas diz algo sobre o tipo de personagem ao qual me sinto atraído.

Você é obcecado pela morte?
Acho que você é um tolo se não for.

Há algum segredo para uma grande morte no cinema?
Você precisa fazê-lo o mais graciosamente e elegantemente possível.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo