Musical com Marília Pêra e conflito em Gaza estão no teatro

Por lyafichmann
Atriz e cantora conduz o monólogo embalado por canções | Divulgação Atriz e cantora conduz o monólogo embalado por canções | Divulgação

Muito se fala da ruidosa e tumultuada relação entre Herivelto Martins (1912-1992) e Dalva de Oliveira (1917-1972), mas o espetáculo que Marília Pêra encena desta sexta-feira a domingo põe os holofotes sobre outra relação amorosa do cantor e compositor.

“Herivelto Como Conheci” narra o romance entre ele e Lurdes Torelly, aeromoça gaúcha com quem o músico viveu por mais de 40 anos após a separação com a diva do rádio brasileiro.

O texto do monólogo-musical é inspirado no livro homônimo de Cacau Hygino e Yaçanã Martins, filha do casal, que se baseou nas cartas de amor trocadas entre os pais.

As histórias são contadas entre faixas como “Caminhemos”, “Dois Corações” e “Pensando em Ti”, tudo com direção de Claudio Botelho.

Serviço: No Theatro NET SP (r. Olimpíadas, 360, Shopping Vila Olímpia, tel.: 4003-1212) Sexta e sábado, às 21h30; dom., às 20h30. De R$ 50 a R$ 150.

Montagem foi desenvolvida por grupo de estudos de dramaturgia | Divulgação Montagem foi desenvolvida por grupo de estudos de dramaturgia | Divulgação

Peça se baseia em conflito em Gaza 

As feridas da guerra e o caráter alienado do homem contemporâneo são a base de “A Volta para Casa”, do romeno Matéi Visniec, novo trabalho dirigido por Regina Duarte que estreia nesta sexta-feira no Mube Nova Cultural.

“O texto é uma reflexão do que é o ser humano e fala sobre os conflitos na Faixa de Gaza. Quando uma peça se aproxima do que estamos vivendo, é genial”, comenta ela, que também é uma das atrizes da montagem.

Desde 2013, Duarte está à frente de um grupo de estudos de dramaturgia e interpretação de textos. Trata-se de um coletivo que se reúne regularmente para descobrir dramaturgos que possam ser montados aqui.

“No espetáculo temos 18 atores do grupo e descobrimos este texto nas nossas reuniões periódicas. O próprio grupo me escolheu para fazer a direção”, afirma.

Esta é a segunda peça dirigida pela atriz depois de “Raimunda, Raimunda”.

Serviço: No Mube Nova Cultural (r. Alemanha, 221, Jardim Europa, tel.: 4301-7521). Estreia nesta sexta-feira. Sex., às 21h30 (R$ 60) e sáb., às 23h30 (R$ 50). Até 6/12.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo