Pré-estreias de filmes nacionais são destaque na Mostra; veja trailers

Por fabiosaraiva

Seis aguardados títulos nacionais ganham exibição nesta terça-feira. Confira quais são e onde vê-los:

“Prometo um Dia Deixar essa Cidade”, de Daniel Aragão
Em 2012, o diretor pernambucano causou uma boa impressão na 36ª Mostra com seu filme de estreia, “Boa Sorte, Meu Amor”, em que destacava a crueza de um antiromance recifense com uma fotografia em preto e branco igualmente crua e elenco pouco conhecido. Foi um início tão autoral que seu próximo passo soa quase como uma guinada ao mainstream. “Prometo um Dia Deixar essa Cidade” traz no elenco Zécarlos Machado (o doutor Théo de “Sessão de Terapia”), o ex-“Malhação” Sérgio Marone e Bianca Joy Porte. Com trânsito em novelas e seriados, a atriz protagoniza o longa na pele de Joli, uma jovem que volta para casa após um tempo em uma clínica de reabilitação. Ela busca reaver a relação com o pai, um político preocupado com a imagem da garota após sua liberação.
Quando e onde ver: nesta terça-feira, às 20h15, no Espaço Itaú Frei Caneca; nesta quarta-feira, às 15h50, no Espaço Itaú Augusta; e dia 29/10, às 13h, no Espaço Itaú Frei Caneca
Previsão de estreia: sem previsão

“Cássia”, de Paulo Henrique Fontenelle
O documentário sobre Cássia Eller (1962-2001) não ficou pronto a tempo de concorrer no 6º Festival de Paulínia, em julho, mas chega agora para suas primeiras exibições em São Paulo. Ao longo de mais de 40 depoimentos, o diretor – responsável também por “Loki: Arnaldo Baptista” (2008) e “Dossiê Jango” (2013) – busca expor as facetas aparentemente opostas da roqueira: explosiva e espontânea no palco, mas tímida e caseira no ambiente familiar. A trajetória e a morte precoce de Eller também são exploradas, assim como a luta por sua companheira, Maria Eugênia, para manter a guarda de Chicão, filho da cantora.
Quando e onde ver: nesta terça-feira, às 17h20, no Espaço Itaú Frei Caneca; dia 29/10, às 21h50, na Cinesala Sabesp
Previsão de estreia: primeiro semestre de 2015

“Boa Sorte”, de Carolina Jabor
Eleito melhor filme do 6º Festival de Paulínia pelo júri popular, o filme marca a estreia da diretora em longas-metragens de ficção – em 2008, ela já havia se destacado com o documentário “O Mistério do Samba”, feito ao lado de Lula Buarque de Hollanda. Com argumento inspirado em um conto de Jorge Furtado, o longa narra o encontro do amor por um adolescente (João Pedro Zappa). Internado em uma clínica de reabilitação e sem perspectivas de uma vida melhor lá fora, ele projeta um futuro em Judite (Deborah Secco), paciente veterana do espaço com tempo de vida contado.
Quando e onde ver: nesta terça-feira, às 16h15, na Cinesala Sabesp
Previsão de estreia: 20/11/2014

“Brincante”, de Walter Carvalho
Um dos mais prolíficos diretores de fotografia da atualidade registra aqui seu encontro com o multi-instrumentista e bailarino Antonio Nóbrega. A ideia é transpor para o cinema, de modo lírico, o universo do artista pernambucano radicado em São Paulo e parte de sua pesquisa em torno da contemporaneidade da cultura popular nordestina. O longa ganha sua primeira sessão em São Paulo hoje.
Quando e onde ver: nesta terça-feira, às 21h45, no Cine Livraria Cultura; dia 26/10, às 20h50, no Espaço Itaú Frei Caneca; dia 28/10, às 18h, no Espaço Itaú Augusta
Previsão de estreia: 20/11/2014

“Sangue Azul”, de Lírio Ferreira
O diretor de “Árido Movie” (2005) apresenta seu mais novo longa em São Paulo após ter conquistado o trófeu Redentor de melhor filme, melhor direção e melhor ator coadjuvante no Festival do Rio. O filme apresenta o reencontro dos irmãos Zolah (Daniel Oliveira) e Raquel (Caroline Abras), separados na infância pela própria mãe (Sandra Corveloni). Já adulto, exercendo o ofício de homem-bala, ele retorna com a trupe à ilha onde nasceu, onde vai poder resolver questões de seu passado.
Quando e onde ver: nesta terça-feira, às 21h40, no Reserva Cultural; dia 26/10, às 16h15, no Espaço Itaú Frei Caneca
Previsão de estreia: primeiro semestre de 2015

“A Despedida”, de Marcelo Galvão
Depois de conquistar o Festival de Gramado com “Colegas” (2012), um roadmovie leve sobre um trio de amigos com Síndrome de Down, o diretor investe com mais peso no drama ao relatar a história de um idoso (Nelson Xavier) que, prestes a morrer, decide ter uma última noite de amor com a mulher 55 anos mais nova, vivida por uma Juliana Paes de cara lavada. Tanto o casal de protagonistas quanto o diretor e o fotógrafo Eduardo Makino foram premiados pelo filme no último Festival de Gramado.
Quando e onde ver: nesta terça-feira, às 21h45, no Caixa Belas Artes; dia 28, às 17h15, no Espaço Itaú Frei Caneca
Previsão de estreia: sem previsão

 

Veja os trailers:

“Prometo um Dia Deixar essa Cidade”

“Cássia”

“Boa Sorte”

“Brincante”

“Sangue Azul”

“A Despedida”

Loading...
Revisa el siguiente artículo