Coordenador do Miss Brasil lança livro que recupera a história dos 60 anos do concurso

Por Carolina Santos
‘Miss precisa ter atitude’, afirma Evandro Hazzy | Divulgação ‘Miss precisa ter atitude’, afirma Evandro Hazzy | Divulgação

Conhecido por seu trabalho como missólogo, Evandro Hazzy já sonhava em organizar concursos de beleza quando criança. Sua trajetória está documentada no livro “Universo Miss”, que inspira as candidatas ao Miss Brasil 2014. A cerimônia acontece neste sábado, às 22h15, com transmissão ao vivo direto de Fortaleza pela Band e pelo site band.com.br. O público já pode participar da escolha da 15a finalista votando em sua preferida no site missbrasiloficial.com.br.

No que consiste o livro?

São minhas histórias de 20 anos de concurso, com bastidores, lendas, apostas. Também falo das técnicas de preparação das misses e dou dicas para as mulheres reforçarem sua autoestima. Outro capítulo é dedicado aos 60 anos do Miss Brasil, com imagens e curiosidades.

De onde veio seu interesse por este universo?

Minha avó e minha mãe participaram de concursos de beleza, desde pequeno eu tinha este sonho. Na escola, organizava desfiles. Com 14 anos fui responsável por um concurso profissional e em 1997 assumi a direção do Miss RS.

Os concursos chegaram a perder glamour. Como isso se reverteu?  

O Grupo Bandeirantes, que  promove o concurso desde 2004, foi fundamental para reconquistar o público. Eu, particularmente, apostei na ideia de uma miss moderna, que é bonita, comunicativa e pode fazer passarela e comerciais. Um pouco de polêmica também ajuda, como a da miss das 19 plásticas [Juliana Borges, Miss Brasil em 2001].

O que é fundamental para ser eleita Miss Brasil?  

Antes de tudo, a candidata precisa ter atitude e ousadia, não pode ter medo de desafios ou de pisar firme. É claro que há um padrão de beleza, mas isso nem sempre é fundamental.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo