Prêmio Jabuti divulga finalistas; confira os nomes e obras

Por lyafichmann

Foram divulgados os finalistas da primeira fase do 56º Prêmio Jabuti, o mais importante do mercado editorial brasileiro.

A apuração ocorreu na sede da CBL (Câmara Brasileira do Livro) nesta terça-feira.

O Jabuti conta com 27 categorias e recebeu 2.240 inscrições. Nesta etapa, os jurados dão notas a 10 livros, mas como houve empate na votação em alguns casos, há mais de 10 finalistas em algumas categorias.

A segunda fase, que está prevista para o dia 16 de outubro, irá avaliar e atribuir notas a todas as obras finalistas na primeira etapa.

Os três livros com maior pontuação serão os vencedores de cada categoria. A cerimônia da premiação acontecerá no dia 18 de novembro, no Auditório Ibirapuera.

Veja os finalistas das principais categorias:

ROMANCE
1. “Reprodução” (Companhia das Letras), de Bernardo Carvalho
2. “A Maçã Envenenada” (Companhia das Letras), de Michel Laub
3. “Opisanie Swiata” (Cosac Naify), de Veronica Stigger
4. “O Evangelho Segundo Hitler” (Record), de Marcos Peres
5. “O Frio Aqui Fora” (Cosac Naify), de Flavio Cafiero
6. “O Drible” (Companhia das Letras), de Sérgio Rodrigues
7. “Nossos Ossos” (Record), de Marcelino Freire
8. “Fim” (Companhia das Letras), de Fernanda Torres
9. “Deserto” (Saraiva), de Luis S. Krausz
10. “Esquilos de Pavlov” (Objetiva), de Laura Erber

CONTOS E CRÔNICAS
1. “Amálgama” (Nova Fronteira), de Rubem Fonseca
2. “Você Verá” (Record), de Luiz Vilela
3. “Nu, de Botas” (Companhia das Letras), de Antonio Prata
4. “Um Solitário à Espreita” (Companhia das Letras), de Milton Hatoum
5. “Noveletas” (Record), de João Vereza
6. “Entre Moscas” (Confraria do Vento), de Everardo Norões
7. “Um Operário em Férias” (Record), de Cristovão Tezza
8. “Uns Contos” (Cosac Naify), de Ettore Bottini
9. “Consternação” (Casarão do Verbo), de Jádson Barros Neves
10. “Bem Aqui, em Lugar Nenhum” (7Letras), de Moema Franca

POESIA
1. “Miserere” (Record), de Adélia Prado
2. “Bernini – Poemas 2008-2010” (Demônio Negro), de Horácio Costa
3. “Ligue os Pontos – Poemas de Amor e Big Bang” (Companhia das Letras), de Gregorio Duvivier
4. “Ar de Arestas” (Escrituras), de Iacyr Anderson Freitas
5. “Estado Crítico” (Hedra), de Régis Bonvicino
6. “Ximerix” (Cosac Naify), de Zuca Sardan
7. “Recife, no Hay” (Cepe), de Delmo Montenegro
8. “Corpos em Cena” (Patuá), de Susanna Busato
9. “Dever” (Companhia das Letras), de Armando Freitas Filho
10. “Jardim das Delícias” (Kelps), de Marcus Vinicius Quiroga

JUVENIL
1. “Fragosas Brenhas do Mataréu” (Ática), de Ricardo Azevedo
2. “Enquanto o Dia Não Chega” (Objetiva), de Ana Maria Machado
3. “As Gêmeas da Família” (Globo), de Stella Maris Rezende
4. “Uma Escuridão Bonita” (Pallas), de Ondjaki
5. “As Cores da Escravidão” (FTD), de Ieda de Oliveira
6. “A História do Vai e Volta” (Melhoramentos), de Tiago de Melo Andrade
7. “O Escandaloso Teatro das Virtudes” (Saraiva), de Marco Túlio Costa
8. “Aos Trancos e Relâmpagos” (Iluminuras), de Vilma Arêas
8. “Alguém Tem que Ficar no Gol” (SM), de Jorge Fernando dos Santos
9. “Emílio – Ou Quando Se Nasce Com Um Vulcão ao Lado” (Escrita Fina), de Hugo Monteiro Ferreira
10. “Labirinto no Escuro” (Positivo), de Luis Dill

INFANTIL
1. “Da Guerra dos Mares e das Areias” (Quatro Cantos), de Pedro Veludo
2. “Breve História de um Pequeno Amor” (FTD), de Marina Colasanti
3. “A Perigosa Vida dos Passarinhos Pequenos” (Rocco), de Miriam Leitão
4. “Poemas que Escolhi para Crianças” (Moderna), de Ruth Rocha
5. “Um Caramelo Amarelo Camarada” (Edelbra), de Dilan Camargo
6. “Sete Patinhos na Lagoa” (Biruta), de Caio Riter
7. “O Saci Epaminondas” (Gaivota), de Alan Oliveira
7. “Amarilis” (Moderna), de Eva Furnari
8. “Bárbaro” (Companhia das Letras), de Renato Moriconi
9. “Máquinas do Tempo” (Callis), de Romont Willy
9. “A Gaiola” (Moderna), de Adriana Falcão
10. “Menina de Papel” (Iluminuras), de Julian Fuks

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo