Filme brasileiro "Hoje Eu Quero Voltar Sozinho" tenta vaga no Oscar 2015

Por Nadia
O longa conta as descobertas de um menino cego | Reprodução/Youtube O longa conta as descobertas de um menino cego | Reprodução/Youtube

Premiado em fevereiro deste ano no Festival de Berlim com o Teddy Award – voltado a filmes com temática gay – e o prêmio da Fipresci (Federação Internacional de Críticos de Cinema) da mostra Panorama, o longa de estreia de Daniel Rbeiro foi escolhido por uma comissão do Ministério da Cultura, entre outros 17 concorrentes, para representar o Brasil na luta por uma vaga entre os indicados à principal premiação de Hollywood.

Baseado em um curta do mesmo diretor, o longa conta a história de um adolescente cego (Ghilherme Lobo) que, mesmo diante dos ciúmes da melhor amiga (Tess Amorim), descobre o amor em um colega (Fabio Audi) recém-chegado à escola.

Em entrevista à “BandNews FM”, Ribeiro contou que já existe uma estratégia para convencer os membros da Academia a votar no trabalho. O filme será lançado nos cinemas dos EUA em novembro. O diretor festejou a escolha da produção da Austrália, onde apresenta o longa em um festival.

“Hoje Eu Quero Voltar Sozinho” já tem concorrentes de peso nesta jornada, como o turco “Winter Sleep”, de Nuri Bilge Ceylan, e o mexicano “Cantinflas”, de Sebastian del Amo.

Em dezembro, a Academia anuncia a pré-lista com os títulos que permanecem na disputa. A lista dos cinco finalistas será revelada em 15 de janeiro e a festa acontece no dia 22 de fevereiro.

Veja a lista de filmes que concorrem om o longa brasileiro: 

Alemanha
“Beloved Sisters”, de Dominik Graf

Áustria
“The Dark Valley”, de Andreas Prochaska

Chile
“Matar um Homem”, de Alejandro Fernández Almendras

Croácia
“Cowboys”, de Tomislav Mršić

Estônia
“Tangerines”, de Zaza Urushadze

Filândia
“Concrete Night”, de Pirjo Honkasalo

Hong Kong
“The Golden Era”, de Ann Hui

Hungria
“White God”, de Kornél Mundruczó

Japão
“The Light Shines Only There”, de Mipo Oh

Letônia
“Rocks in My Pockets”, de Signe Baumane

Luxemburgo
“Never Die Young”, de Pol Cruchten

Nepal
“Jhola”, de Yadav Kumar Bhattarai

Noruega
“1001 grams”, de Bent Hamer

Mauritânia
“Timbuktu”, de Abderrahmane Sissaki

México
“Cantinflas”, de Sebastian del Amo

Polônia
“Ida”, de Pawel Pawlikowski

Romênia
“The Japanese Dog”, de Tudor Cristian Jurgiu

Sérvia
“See You in Montevideo”, de Dragan Bjelogrlic

Suécia
“Force Majeure”, de Ruben Östlund

Turquia
“Winter Sleep”, de Nuri Bilge Ceylan

Venezuela
“Libertador”, de Alberto Arvelo

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo