Joel McHale satisfaz seu lado psicopata no terror "Livrai-nos do Mal"

Por fabiosaraiva
Captura de Tela 2014-09-17 às 20.16.24 Joel McHale, como Butler, em “Livrai-nos do Mal” | Divulgação

Joel McHale quer que todos saibam que ele pode ser um cara durão se quiser. Em seu mais recente filme, o terror sobrenatural “Livrai-nos do Mal”, que estreia nesta quinta-feira, McHale vive o policial Butler, papel bem diferente na carreira deste comediante de stand-up com participações na série americana “Community” e no programa “The Soup”, do canal E! Para o trabalho, o ator treinou muito para a mudança de rumo. E também treinou como enfrentar com uma faca um grupo inteiro.

Metro Jornal: Você faz uma cena de luta dura neste filme. Seria algo como “olhem para mim” produtores de filmes de ação?
Joel McHale: Sim. Na verdade, no final do filme meu personagem se exercita e diz: “Hey, produtores de filmes de ação, o que mais vocês desejam? (risos) Mas, diabos, ninguém me ligou, mas eu atenderei eventuais chamadas.

Bom, o filme ainda não estreou. 
É, isso é verdade.

Você se preparou para ser bem convicente nas cenas de luta? 
Oh, bem. Trabalhei pra caramba para ter certeza de que pareceria real. Mas para muita gente é algo como: “Foi difícil ir de comédia para drama?” Não. Difícil é aprender a lutar com uma faca de modo que pareça real. Minha maior preocupação era se eu parecia lento demais ou soava amador ou algo assim, o que seria péssimo. Queria parecer extremamente rápido. Rapaz, eu treinei muito para isso. É um estilo filipino de luta com facas, que quando vi no YouTube achei insano de tão rápido. Quero dizer, você nem sequer sabe que você foi atingido.

A maioria dos policiais apontam armas de fogo para suspeitos em vez de uma faca?
Sim, correto. Mas armas de fogo não são divertidas quando você tem facas. Meu personagem é um psicopata que prefere facas. Ele seria muito melhor se apenas espetasse você algumas vezes. Acredito que meu personagem provavelmente seria um criminoso se não fosse um agente da lei. Ele é relativamente simples e algo provavelmente ocorreu com ele quando ele era mais jovem. (risos) Ele apenas vê cada ser humano como uma alvo em potencial.

Veja o trailer do filme:

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo