Atriz de Django é algemada ao ser confundida com prostituta

Por Nadia
Imagem de Danièle divulgada nas redes sociais | Divulgação/Facebook Imagem de Danièle divulgada nas redes sociais | Divulgação/Facebook

Danièle Watts, que atuou em “Django Livre”, foi algemada por policiais depois de ser confundida com uma prostituta.

Na última quinta-feira, dia 11, a atriz foi detida e contou a história em seu Facebook ao acusar os tiras de racismo.

Ela afirma que estava com o marido e foi abordada enquanto falava com o pai ao telefone e foi algemada por não concordar que tinha feito algo errado ao demonstrar carinho, completamente vestida, em local público.

“Quando eu estava sentada no banco de trás da viatura, eu lembrei das incontáveis vezes que meu pai chegou em casa frustrado ou humilhado por policiais quando ele não tinha feito nada errado. Eu senti a vergonha dele, raiva dele e meus próprios sentimentos de frutração por existir em um mundo onde me permiti acreditar que ‘figuras de autoridade’ podem controlar quem eu sou, minha habilidade de ser. Aqueles policiais não puderam me fazer para de me expressar. Eles não conseguiram parar o choro e a raiva que vinha de mim. Eles não puderam me fazer me sentir mal por mim mesma. Sim, eles controlavam meu corpo, mas não as minhas emoções”, disse ela.

De acordo com o site “Variety”, a polícia de Los Angeles afirmou que não há registro sobre o incidente e que a atriz não teria sido presa para interrogatório.

Brian James Lucas, o marido de Watts, está divulgando o caso contra a polícia de Los Angeles, escreveu: “Pelas perguntas que eles me fizeram enquanto D estava no telefone com o pai dela, eu posso dizer que quem quer que seja que nos viu, incluindo os policiais, viu um cara branco tatuado e uma garota negra com um corpo gostoso e pensou que nós éramos prostituta e cliente”.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo