Morre Richard Kiel, o vilão
Dentes de Aço, arqui-inimigo
de James Bond

Por lyafichmann

“007 – Contra o Foguete da Morte” - Lewis Gilbert [Fox, R$ 40 (blu-ray)] “007 – Contra o Foguete da Morte” – Lewis Gilbert [Fox, R$ 40 (blu-ray)]
Richard Kiel poderia ter sido Darth Vader. Não foi. Mas, ainda que tenha recusado o papel em “Guerra nas Estrelas”, não deixou de ser um vilão. Sem dúvida, o maior numa confraria de malfeitores que inclui gente do caráter do Dr. Julius No, Ernst Stavro Blofeld, Auric Goldfinger, Francisco Scaramanga, Karl Stromberg, Sir Hugo Drax, Max Zorin, Elliot Carver, Le Chiffre e Raoul Silva, dentre tantos outros que ao longo de cinco décadas deram a vida para aniquilar o maior agente secreto do mundo: Bond, James Bond. (Confira galeria de fotos e vídeos no fim do texto)

Ok, algum fã mais afoito já irá postar em sua rede social predileta que Kiel, mais conhecido como Jaws (ou Dentes de Aço como era carinhosamente chamado por aqui), era apenas um pau-mandado de uma mente maior e doentia. Pode até ser, mas isso não arranha o mérito desse ator de 2,17m, um verdadeiro gigante que, com sua dentadura metálica e força descomunal, aterrorizou uma geração inteira de crianças e pré-adolescentes com suas participações em “007 – O Espião que me Amava” (1977) e “007 – Contra o Foguete da Morte” (1979).

Indestrutível em seus embates com o 007 de então – o galã inglês Roger Moore –, Dentes de Aço matou um tubarão a dentadas (num divertido trocadilho cinematográfico com o blockbuster “Jaws”, o “Tubarão” de Steven Spielberg), sobreviveu a seguidos esmagamentos, tentativas de eletrocussão, quedas vertiginosas, atropelamentos, além de ter dilacerado com suas mordidas o cabo de sustentação do bondinho do Pão de Açúcar na sequência que melhor sintetiza a divertida ‘era Moore’ como o espião a serviço de Sua Majestade.

“007 – O Espião que me Amava” (1977) - Lewis Gilbert [Fox, R$ 40 (blu-ray)] “007 – O Espião que me Amava” (1977) – Lewis Gilbert [Fox, R$ 40 (blu-ray)]
Para quem, nas décadas de 1970 e 1980, se acostumou a esperar pelo novo filme de 007, as aparições de Dentes de Aço eram motivo de muita aflição, mãos suadas e certeza de que Bond não sairia daquele encrenca sem uma boa briga. E que brigas! (lembra a claustrofóbica pancadaria no vagão do trem em ‘O Espião que me Amava?)

Richard Dawson Kiel morreu nesta quarta-feira em um hospital em Fresno, Califórnia (EUA), aos 74 anos, depois de uma semana internado após uma queda. E a despeito dos mais de 20 filmes e diversas séries de TV das quais participou, ele terá para sempre um lugar guardado na memória de todos os bondmaníacos como o gigante mal-encarado de poucas palavras que parecia ainda maior na tela com aqueles assustadores dentões metálicos na sala escura do cinema.

Relembre a famosa cena do bondinho:

Confira o trailer de “007 – O Espião que me amava”:

Um dos últimos filmes de destaque em que esteve foi a comédia “Um maluco no golfe”(1996), estrelada por Adam Sandler:

[metrogallerymaker id=”348″]

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo