Pianista Chucho Valdés volta a São Paulo ao lado da The Afro-Cuban

Por fabiosaraiva
Chucho apresenta músicas de seus 50 anos de carreira | Divulgação Chucho apresenta músicas de seus 50 anos de carreira | Divulgação

Pensou no modern jazz afro-cubano, pensou em Chucho Valdés. Pianista, compositor e arranjador, o músico traz parte de sua extensa trajetória a São Paulo, em show único nesta quinta-feira, no Teatro Alfa.

Elétrico no palco e com uma presença cênica espantosa, Chucho é considerado um embaixador da latinidade do jazz cubano no mundo. Vencedor de cinco Grammys e três Grammys Latinos, o músico lançou seu primeiro disco em 1964 e três anos depois formou a Orquestra Cubana de Música Moderna, uma big band que tinha como vocalistas Omara Portuondo e Elena Burke. Na década de 1970 seu nome ficou ainda mais conhecido ao assinar com a tradicional gravadora de jazz Blue Note, onde gravou sete álbuns. Até o momento o artista produziu 24 discos.

Foi também nos anos 1970 que montou outro grande projeto, o lendário Irakere, com remanescentes da Orquestra Cubana. Na ocasião, a banda fazia uma mistura única entre jazz, rock, funk e a tradicional música feita na ilha. O grupo conquistou o público norte-americano, chegando a tocar no celebrado Carnegie Hall, em Nova York, em 1978.

Valdés se apresenta esta noite ao lado da The Afro-Cuban Messengers, formada por Yaroldy Abreu (percussão), Dreiser Durruthy Bombalé (tambores e voz), Reinaldo Melián (trompete), Gastón Joya (baixo) e Rodney Barreto (bateria), banda com quem gravou uma série de discos, entre eles, “Border-Free”, lançado no ano passado.

Serviço: Teatro Alfa (r. Bento Branco de Andrade Filho, 722, Santo Amaro; tel.: 5693-4000). Nesta quinta-feira, às 21h. De R$ 100 a R$ 300.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo