Com boa dose de humor, "Os Cavaleiros do Zodíaco" chegam aos cinemas

Por fabiosaraiva
Pôster do filme dos Cavaleiros do Zodíaco no Brasil | Divulgação/Diamond Films Brasil Pôster do filme dos Cavaleiros do Zodíaco no Brasil | Divulgação/Diamond Films Brasil

Estreia nos cinemas brasileiros na próxima quinta-feira, 11, o filme “Os Cavaleiros do Zodíaco – A Lenda do Santuário”. O longa-metragem em animação computadorizada promove o melhor da série clássica da batalha das 12 casas, mas num contexto bem diferente da história original do anime e com boas doses de humor.

Os fãs da saga criada por Masami Kurumada podem levar um choque inicial ao visualizarem os personagens, muitos são bem diferentes do anime. Como o Miro, cavaleiro de ouro de Escorpião, que no filme é uma mulher. O mordomo de Saori Kido, Tatsumi, que na série clássica é careca, aparece com cabelo.

A qualidade da animação é indiscutível. O investimento promovido pela Toei Animation foi grande. Cenas de adrenalina não faltam ao filme. As armaduras vestidas pelos cavaleiros são bem diferentes do desenho original, ganharam mais cores, mas de certa forma ficaram legais. A armadura de Saga de Gêmeos, por exemplo, é dividida entre dourado e preto.

O filme tem cerca de 1h30min de duração. Talvez o ponto mais fraco esteja justamente no roteiro. Quem não conhece muito a série pode ficar um pouco confuso pelo “atropelo” dos fatos, apesar de a história fugir bem do padrão original – Afrodite de Peixes, por exemplo, é morto pelo próprio mestre do Santuário, sendo que na história clássica ele é morto pelo Shun.

A história
Atena foi salva pelo cavaleiro de ouro de Sagitário, Aiolos, e entregue aos cuidados do senhor Mitsumasa Kido. Cinco jovens foram escolhidos para treinar pelo mundo e defender Atena: Seya (Pégaso), Shiryu (Dragão), Hyoga (Cisne), Ikki (Fênix) e Shun (Andrômeda). Eles terão de enfrentar o Grande Mestre do Santuário, que quer controlar o mundo.

O Mestre envia cavaleiros para matar Atena. Ela é atingida por uma flecha que suga seu cosmo e os cavaleiros decidem invadir o Santuário – o templo de Atena tem uma arquitetura bem futurista. Eles são ajudados por Mu, de Aries, e Aldebaran, de Touro (este último cavaleiro realizava um grande banquete quando foi surpreendido pelos jovens), em uma cena bem diferente do original.

Cavaleiros de ouro: Máscara da Morte de Câncer, Shaka de Virgem e Aiolia de Leão | Divulgação/Diamond Films Brasil Cavaleiros de ouro: Máscara da Morte de Câncer, Shaka de Virgem e Aiolia de Leão | Divulgação/Diamond Films Brasil

A luta entre Shiryu e Máscara da Morte (de Câncer) segue a ordem original, mas o confronto é totalmente diferente – o cavaleiro de ouro de Câncer canta com a cabeça dos mortos antes do confronto, em uma cena bem “Disney”. No final desta batalha, o cavaleiro de Dragão sai vitorioso após deixar o oponente apenas de cueca.

Hyoga luta novamente com o cavaleiro de Aquário, Camus, na batalha que apresenta a maior fidelidade ao desenho clássico – ambos são derrotados pelo golpe Execução Aurora. Seiya confronta Aiolia de Leão dominado pelo poder maligno do Grande Mestre. Ele é salvo pela intervenção do cavaleiro Shaka de Virgem.

Shura, de Capricórnio, e Miro, de Escorpião, atacam juntos contra Shun, Seiya e Ikki na casa de Capricórnio, quando leem o testamento de Aiolos e, enfim, descobrem toda a armação do Grande Mestre, que na verdade é Saga de Gêmeos. Afrodite, de Peixes, acaba morto pelo Mestre antes mesmo que pudesse dar um único golpe em defesa.

Saga suga o cosmo de Atena e desperta um grande monstro que tenta destruir o Santuário. Os cavaleiros de ouro sobreviventes tentam impedir o desastre. Também amparado pelo cosmo de Atena, Seiya decide confrontar o Cavaleiro de Gêmeos, na luta que apresenta as melhores definições na animação computadorizada – o golpe Explosão Galáctica é espetacular.

A armadura de Sagitário salva Seiya e Atena. A flecha de Sagitário é utilizada pelo cavaleiro de Pégaso e a própria deusa para colocar fim à trama. No final, Saga faz uma confissão surpreendente e Atena se emociona ao falar sobre a utilização do grande poder que concentra em seu coração.

Os cavaleiros de bronze Seiya (primeiro), Hyoga (esquerda) e Shun (rosa) |  Divulgação/Diamond Films Brasil Os cavaleiros de bronze Seiya (primeiro), Hyoga (esquerda) e Shun (rosa) | Divulgação/Diamond Films Brasil

Doses de humor
Seiya é um personagem bem carismático. Ele é sem dúvida o mais divertido dos cavaleiros. O filme, em geral, proporciona boas doses de humor – e quando você acabar de assistir no cinema, fique até o fim dos créditos, pois irá dar boas risadas com uma cena extra com o aniversário de Atena.

Distribuição
O filme será distribuído no País pela Diamond Films Brasil. Grande parte dos dubladores originais da série estará presentes – veja making of abaixo. A dublagem, aliás, demonstra a grande qualidade dos profissionais brasileiros para dar vida às animações. O produtor geral do filme, Yosuke Asama, esteve no Brasil na última semana para a pré-estreia.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo