Mostra exibe filmes de esporte e aventura ao ar livre no Ibirapuera

Por fabiosaraiva

Ainda como parte das celebrações dos 60 anos do parque Ibirapuera, acontece neste domingo o encerramento da mostra Rocky Spirit, com 14 filmes que envolvem aventura e esportes de ação. E o melhor: as exibições serão ao ar livre.

As produções serão exibidas em um espaço no gramado entre o Auditório Ibirapuera e a marquise do parque e terão em sua programação destaques como “When Dogs Fly”, sobre um escalador que decide saltar de wingsuit (macacão feito para planar) com sua cachorra e “Huayhuash”, com ciclistas que se aventuram dentro da famosa cordilheira peruana.

Além dos filmes, Pedro Oliva, do filme “Kayak Nepal”, vai falar de seu longa sobre o desbravamento que fez das corredeiras do Himalaia.

A abertura do festival fica por conta de um show gratuito com a cantora e compositora Ana Deriggi e banda. Mais informações no site rockyspirit.com.br. 

Serviço: parque Ibirapuera (av. Pedro Álvares Cabral, s/nº; tel.: 5574-5045). Dom., às 19h e às 21h. Grátis.


Veja a relação de filmes e alguns trailers: 

“14.C” (EUA, 2014) – O escalador norte-americano Kai Lighter tem apenas 14 anos, mas sua história já virou filme. Como Tiger Woods no golfe e as irmãs Williams no tênis, esse garoto de enorme talento pode mudar a história da escalada. O documentário tem como tema central suas conquistas esportivas e também sua família: a mãe de Kai, solteira, não apenas batalha para garantir que o filho vá bem na escola como faz a segurança dele em quase todas as escaladas, ficando na outra ponta da corda para garantir que nada aconteça ao menino.

“Comunidade Aldeia” (Brasil, 2014) – A necessidade de se reencontrar com a natureza uniu brasileiros e estrangeiros em uma comunidade na Bahia que mistura a abdicação total do concreto com a convivência pacífica e uma porção de ideias bacanas. Aliar esse estilo de vida desapegado com modernidades, como acesso a internet, tem tornado cada dia mais feliz e equilibrado dentro da “aldeia”.

“Piscar de Olho” (Blink of an Eye, Espanha, 2014) – Quando assistimos a um prova de esqui pela TV, não dá para ter ideia da velocidade dos esquiadores, muito menos dos impactos que eles sofrem na pista. Esse curto documentário mostra um pouco do que há por trás dessas competições, tendo como personagem central Aksel Lund Svindal e sua incrível habilidade de vencer a pressão mental inerente ao esporte.

“Sonho” (Dream, EUA, 2014) – Esse não é apenas um curta-metragem sobre caiaque: é também a viagem meio surral do diretor Skip Armstrong. Nele, um canoísta amador faz remadas noturnas, enquanto um panda e outras criaturas imaginárias passeiam diante da câmera. Lindo e bizarro.

Quando os Cães Voam (When Dogs Fly, EUA, 2014) Dean Potter é um dos escaladores, base jumpers e slackliners mais emblemáticos de sua geração. Sempre envolvido em projetos polêmicos, desta vez o norte-americano decide saltar de wingsuit (macacão feito para planar) com sua cachorra. Neste filme singelo e provocador, ele e Whisper se lançam do topo do Eiger, famosa montanha suíça, rumo ao desconhecido.

Pegue Isso (Catch it, EUA/Noruega, 2013) – Apesar de ter crescido cercada pelas águas mornas do sul da França, a surfista Lea Brassy acabou deixando a vida levá-la para o norte da Noruega, onde gélidas ondas batem na costa acidentada e montanhas se elevam diretamente do mar. A bordo de sua van, Lea estaciona em diversos lugares para se misturar à paisagem local. Pesca, escala e surfa, mesmo rodeada de neve, mostrando como é possível viver de forma simples e absolutamente plena.

O Sendero Luminoso (El Sendero Luminoso, EUA, 2014) – O escalador norte-americano Alex Honnold, conhecido mundialmente por suas escaladas sem a utilização de nenhum equipamento de segurança, vai ao México com a renomada equipe da produtora Camp 4 Collective para tentar um dos projetos solos mais difíceis de sua carreira.

“Baisikeli – A História de uma Equipe de Ciclismo Africana” (Baisikeli – The Story of an African Cycling Team, África do Sul, 2013) – Que tal dar uma bike para um maratonista do Quênia? Com essa ideia na cabeça, o projeto Kenyan Riders começou a construir uma história inacreditável no país reconhecido pelos seus grandes corredores.

“Passos e Alma” (Step N’Soul, Inglaterra, 2013) – Se você achou que não havia mais nada para criar em filmes de surf, vale a pena conferir essa produção de Toma Jablon. O diretor francês consegue perceber e registrar com sensibilidade como há sinergia entre o improviso do jazz e as rasgadas do surf.

“As Perguntas Que Fazemos” (The Questions We Ask, EUA/Canadá, 2014) – Uma meditação poética sobre a natureza da aventura, The Questions We Ask apresenta o canadense Bruce Kirby. Ele atravessou o canadense Estreito de Geórgia, de Vancouver a Victoria, em uma prancha de stand-up paddle, na primavera de 2013.

“A Turma do Estacionamento” (Parking Lot Culture, EUA, 2014) Este curta-metragem mostra um pouco da rotina de quem abraçou o estilo de vida “van e esqui”. São pessoas, muitas delas com suas famílias, que moram em trailers, tomam banho gelado, fazem comida em fogareiro, pernoitam em estacionamentos, tudo para serem os primeiros a experimentar a neve virgem que se forma nas pistas de esqui.

“O Gelo do Deserto” (Desert Ice, EUA, 2014) – Nos dias mais frios de inverno, o Parque Nacional de Zion, nos EUA, transforma-se em um alucinante destino de escalada em gelo, porém conhecido por poucos. A neve cobre suas torres de arenito, pintando de branco suas gargantas e vales. Em Desert Ice, os escaladores Scott Adamson e Jesse Huey vão para Zion escalar, mas sua jornada revela-se uma aventura repleta de trekkings duros e trilhas sem saída, antes de cravarem suas piquetas nos tão desejados paredões de gelo.

“Huayhuash” (EUA, 2014) – Um grupo de amigos do Colorado (EUA) se lança em uma aventura dentro da gigante cordilheira Huayhuash, no Peru, com picos acima dos 6 mil metros de altitude. A bordo de suas mountain bikes, carregadas com o mínimo necessário, eles desafiam (e se divertem em) um lugar onde pouca gente havia se arriscado dessa forma.

“Kayak Nepal” (Brasil, 2014) – Encarar as cachoeiras mais “tretas” do mundo já virou rotina para o canoísta brasileiro Pedro Oliva e sua trupe. Desta vez, eles desbravam as corredeiras do Himalaia, com direito a imagens inéditas captadas durante a passagem do programa Kayak do Canal Off pelo Nepal. Uma verdadeira aventura épica. Respire fundo e abra bem os olhos.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo