Marcia Castro apresenta composições próprias em seu 3º disco

Por lyafichmann
Cantora apresenta o novo álbum em show no Sesc Pinheiros | Divulgação Cantora apresenta o novo álbum em show no Sesc Pinheiros | Divulgação

A cantora Marcia Castro começou cedo na música, aos 16 anos, nos palcos de Salvador, mas foi só aos 28 que conseguiu lançar seu primeiro álbum, “Pecadinho”, em 2007. Sete anos depois e com muita experiência na bagagem, não é exagero afirmar que a artista encontrou um caminho ainda mais sólido para a carreira com “Das Coisas que Surgem”, seu terceiro disco, que será lançado nesta sexta-feira com show no Sesc Pinheiros.

Formado por 11 músicas, o trabalho já merece destaque por um ponto: é a primeira vez que Marcia grava suas letras. “Componho desde os 18 anos, mas nos álbuns anteriores eu ficava insegura”, diz a cantora, que mostra suas letras em “O Amor Tem Dessas” e “Beijos de Ar”, ambas em parceria com o poeta arrudA, entre outras.

O outro ponto fundamental nessa elaboração foi Gui Amabis, músico que tem se destacado como produtor de outros artistas e em carreira solo, com o elogiado “Trabalhos Carnívoros” (2012). “A relação de trabalho com o Gui foi fundamental para colocar esse sentimento de identidade”, explica Castro.

“Das Coisas que Surgem” -  Marcia Castro (Sony, R$ 20) “Das Coisas que Surgem” –
Marcia Castro (Sony, R$ 20)

Ela e Amabis se conheceram em 2010 e logo começaram a produzir material, mas a cantora se preparava para lançar seu segundo disco, “De Pés no Chão”, e o projeto foi engavetado. “Esse tempo foi bom, porque não tínhamos tanta intimidade. Nesses anos fomos amadurecendo a relação, o que se reflete no álbum”, conta a artista. O resultado pode ser visto em um disco menos “animado” em relação a seus trabalhos anteriores e mais introspectivo, usando de graves e samples analógicos em músicas mais complexas e instigantes.

Dessa parceria surgiram três músicas de Amabis, “Um Bom Filme”, “Esculacho” e “Partículas de Amor”. Em comum, todas trazem um amadurecimento da cantora, que explora novos caminhos para a música popular. “Busquei uma nova linguagem em um disco que tem uma preocupação especial com a sonoridade”, analisa.

Serviço: No Sesc Pinheiros (r. Paes Leme, 195, Pinheiros, tel.: 3095-9400). Nesta sexta, às 21h. R$ 40.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo