Musa da resistência armada é tema de documentário

Por Tercio Braga

Instigada em descobrir os reais acontecimentos que levaram à morte de sua tia, a roteirista e produtora Mariana Pamplona entrou em uma verdadeira jornada para conseguir produzir o documentário “Em Busca de Iara”, que estreia nesta quinta-feira.

Iara Iavelberg é um dos símbolos do período de repressão no Brasil. Bela e inteligente, ela resolveu abdicar das facilidades de uma vida tranquila para engajar-se na luta armada contra a ditadura. Entre sequestros e ações de guerrilha, conheceu e se apaixonou pelo ex-capitão Carlos Lamarca (1937-1971). Juntos eles se tornaram figuras das mais procuradas pelos militares.

No filme, Mariana começa a contar a história da tia a partir de uma perícia feita com os restos mortais de Iara em 2005, que contradiz a versão oficial defendida pelo regime militar de que ela teria cometido suicídio.

O início da luta armada no país, a relação entre Iara e Lamarca e a perseguição contra eles são traçados ao longo do filme, que reconstitui ainda seus últimos dias de vida.

iara-iavelberg-mariana-pamplona-divulgacao

Loading...
Revisa el siguiente artículo