Miguel Falabella e Marisa Orth voltam em ‘O Que o Mordomo Viu’

Por Tercio Braga
Marisa e Miguel estrelam ‘O Que o Mordomo Viu’ | Jairo Goldflus/Divulgação Marisa e Miguel estrelam ‘O Que o Mordomo Viu’ | Jairo Goldflus/Divulgação

Foi há 23 anos, no espetáculo “Algemas do Ódio”, que começou a parceria entre Miguel Falabella e Marisa Orth. Algumas peças e programas de TV depois, a dupla volta a atuar junta, dessa vez no espetáculo “O Que o Mordomo Viu”, que estreia nesta sexta no Teatro Procópio Ferreira.

“Trabalhar com Miguel hoje é bem mais tranquilo, porque a gente é amigo mesmo. Nem sempre concordamos, mas sabemos lidar com isso”, explica Marisa ao falar  sobre o dia a dia de trabalho com o ator. “Ele faz papel de louco, mas não é, não. Sabe bem até onde ir e é super autocrítico”, revela a atriz.

Os dois, que estiveram juntos nas séries “Sai de Baixo” e “Pé na Cova”, são os protagonistas da farsa escrita em 1967 pelo inglês Joe Orton (1933-1967), que ganha sua primeira montagem no país com adaptação e direção de Falabella. Na obra, o psiquiatra Dr. Arnaldo (Falabella) e sua mulher, a sra. Mirta (Orth), vivem uma trama frenética que envolve histórias de sexo, desejos e muitas confusões. “Eles vivem em um casamento desgastado. Ela é uma alcoólatra e ninfomaníaca que caça rapazes como caça o Santo Graal”, conta Marisa. “Na verdade, eles são dois imorais”, confessa a atriz.

Orton escreveu o texto para rebater as críticas que recebia sobre a estrutura de sua dramaturgia. Isso resultou em um ritmo ágil de vaudeville que envolve ainda outros três personagens, todos cheios de manias em um jogo de chantagens e provocações.

“Eu não conhecia o texto e foi uma correria dos diabos pra decorá-lo. Ainda o levo para a coxia, mas é um prazer imenso interpretá-lo”, diz ela.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo