Marchand Raquel Arnaud ganha mostra no Instituto Tomie Ohtake

Por Caio Cuccino Teixeira
‘Logo’ (1982), de Waltercio Caldas, uma das apostas de Raquel | Divulgação ‘Logo’ (1982), de Waltercio Caldas, uma das apostas de Raquel | Divulgação

Um dos principais nomes da arte brasileira dos últimos 40 anos, a marchand Raquel Arnaud ganha homenagem a partir desta quarta-feira, com a abertura da exposição “Afinidades – Raquel Arnaud 40 Anos”, no Instituto Tomie Ohtake.

Trata-se de uma mostra em retrospectiva com 116 obras de 45 artistas diferentes, que estiveram com a marchand nesse período. São nomes de peso da arte contemporânea, como Lygia Clarck, Mira Schendel, Amilcar de Castro, Willys de Castro, Waltercio Caldas, Tunga, entre outros tantos, que fizeram parte da Galeria Global ou do gabinete de Artes Gráficas, a partir da década de 1970.

Além da exposição no Tomie Ohtake, será lançado ainda um catálogo bilíngue, editado pela Cosac Naify, e também será aberta em 1º de abril a mostra “Trajetória”, na própria Galeria Raquel Arnaud (r. Fidalga, 125, tel.: 3083-6322).

Serviço

No Instituto Tomie Ohtake (av. Faria Lima, 201, tel.: 2245-1900). Abre nesta quarta. De ter. a dom., das 11h às 20h; Grátis. Até 4/5.

Loading...
Revisa el siguiente artículo