Mostra internacional de teatro traz 11 espetáculos a São Paulo

Por fabiosaraiva
Klaus Lefebvre | Divulgação Cena da peça ‘Sobre o Conceito de Rosto no Filho de Deus’, que abre a mostra | Klaus Lefebvre/Divulgação

São Paulo recebe a partir deste sábado a 1a Mostra Internacional de Teatro (MITsp), que vai apresentar 11 espetáculos distribuídos em dez espaços e com entrada franca. Um dos curadores, Guilherme Marques, indica quatro peças imperdíveis do evento.

‘Sobre o Conceito de Rosto no Filho de Deus’ (Itália), de Romeo Castelluci. “A peça traz a questão da fé e discute a fragilidade humana. Surge então um confronto, cheio de dúvida, de dor e angústia. É um espetáculo muito bonito e me impressionou por conta da humanização que é posta em cena. Na Europa, causou polêmica porque a extrema direita não gostou do uso da imagem de Jesus Cristo no palco.” A montagem abre a programação do MITsp neste sábado, às 21h. No Auditório Ibirapuera (av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, tel.: 3629-1075).

‘De Repente Fica Tudo Preto de Gente’ (Brasil/Holanda), de Marcelo Evelin. “São grupos como esse [Demolition Inc.] que queremos colocar nessa ruptura que é o ideal da Mostra, com propostas inovadoras, de novas linguagens, caminhos e apontamentos. O trabalho de Evelin é de ponta nesse sentido. Ele mora há um tempo na Europa, mas traz em sua peça toda a nossa bagagem do povo brasileiro, da modernidade, da contemporaneidade. É uma honra tê-los na programação.” No CCSP (r. Vergueiro, 1.000, tel.: 3397-4002). Dias 11, 12 e 13, às 19h.

‘Ubu e a Comissão da Verdade’ (África do Sul), de William Kentridge. “O espetáculo traz luz sobre a questão da nossa Comissão da Verdade. De certo modo, os conflitos sociais que acontecem na África do Sul reverberam por aqui. É gratificante ter o grupo [Handspring Puppet Company] pela sua importância e pelo uso de novas linguagens, com projeções e bonecos.” No Teatro João Caetano (r. Borges Lagoa, 650, tel.: 5549-1744). Dia 15, às 16h; dia 16, às 17h.

‘Cineastas’ (Argentina), de Mariano Pensotti. “Achei muito interessante a proposta cênica do grupo [Marea]. O espetáculo tem uma estética marcante, com a mistura dos atores e cenas de filmes. Dá a sensação de que estamos vendo um filme mesmo, que extrapola o tempo do teatro. É mais uma peça com proposta inovadora e a acho muito contemporânea.” No Auditório Ibirapuera (av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, tel.: 3629-1075). Dias 15 e 16, às 20h.

SERVIÇO – Deste sábado a 16 de março, com entrada franca. A programação completa pode ser vista no site mitsp.org.

Loading...
Revisa el siguiente artículo