World Press Photo apresenta os escolhidos de 2013

Por fabiosaraiva

Um registro de imigrantes africanos em busca de sinal de celular venceu o 57º prêmio anual da organização World Press Photo. A imagem registrada por John Stanmeyer foi a escolhida entre as quase 100 mil inscritas por 5.750 fotógrafos de 132 países. O Metro Jornal passeia pelos melhores cliques do concurso.

A foto do ano: Imagem reflete sobre impacto atual de telefones celulares. A foto do americano John Staneyer levou o Grande Prêmio de 2014 ao retratar migrantes africanos na praia da capital do Djibouti, com celulares nas mãos, em busca de sinal barato da vizinha Somália. “Ela abre discussões sobre tecnologia, globalização, migração, pobreza, desespero, alienação e humanidade”, afirmou a jurada Jillian Edelstein | John Stanmeyer/VII/National Geographic A foto do ano: Imagem reflete sobre impacto atual de telefones celulares. A foto do americano John Staneyer levou o Grande Prêmio de 2014 ao retratar migrantes africanos na praia da capital do Djibouti, com celulares nas mãos, em busca de sinal barato da vizinha Somália. “Ela abre discussões sobre tecnologia, globalização, migração, pobreza, desespero, alienação e humanidade”, afirmou a jurada Jillian Edelstein | John Stanmeyer/VII/National Geographic
Noticiário. Caos explosivo da guerra na Síria é congelado. O fotógrafo sérvio Goran Tomasevic, da Reuters, venceu a categoria Noticiário com uma série sobre o conflito sírio. A imagem mostra rebeldes se protegendo de detritos e estilhaços após serem atingidos por um tanque em um bombardeio em Ain Tarma, na cidade de Damasco | Goran Tomasevic/Reuters Noticiário. Caos explosivo da guerra na Síria é congelado. O fotógrafo sérvio Goran Tomasevic, da Reuters, venceu a categoria Noticiário com uma série sobre o conflito sírio. A imagem mostra rebeldes se protegendo de detritos e estilhaços após serem atingidos por um tanque em um bombardeio em Ain Tarma, na cidade de Damasco | Goran Tomasevic/Reuters
Natureza. Macaco bonobo com jeito de humano cativa fotógrafo. A imagem de Christian Ziegler mostra um curioso bonobo selvagem de cinco anos de idade próximo à reserva Kokolopori, na República Democrática do Congo | Christian Ziegler/National Geographic Natureza. Macaco bonobo com jeito de humano cativa fotógrafo. A imagem de Christian Ziegler mostra um curioso bonobo selvagem de cinco anos de idade próximo à reserva Kokolopori, na República Democrática do Congo | Christian Ziegler/National Geographic
Gente. Crianças albinas na Índia. Um grupo de garotos albinos cegos é fotografado na escola missionária para cegos Vivekananda, na Bengala Ocidental. A imagem de Brent Stirton para a Getty Images ficou em 1º lugar na categoria Retratos Posados | Brent Stirton/Getty Images Gente. Crianças albinas na Índia. Um grupo de garotos albinos cegos é fotografado na escola missionária para cegos Vivekananda, na Bengala Ocidental. A imagem de Brent Stirton para a Getty Images ficou em 1º lugar na categoria Retratos Posados | Brent Stirton/Getty Images
Esporte. Rumo à reta final. A imagem da série “World Swimming Sports”, de Quinn Rooney, mostra Daniel Arnamnart competindo nos 100 metros de nado costa masculino no segundo dia do Campeonato de Natação da Austrália, em Adelaide, em abril de 2013. A foto foi a 3ª colocada na categoria Histórias de Ação em Esportes | Quinn Rooney/Getty Images Esporte. Rumo à reta final. A imagem da série “World Swimming Sports”, de Quinn Rooney, mostra Daniel Arnamnart competindo nos 100 metros de nado costa masculino no segundo dia do Campeonato de Natação da Austrália, em Adelaide, em abril de 2013. A foto foi a 3ª colocada na categoria Histórias de Ação em Esportes | Quinn Rooney/Getty Images
Drama. Luta para sobreviver. O registro do americano Tyler Hicks para o “New York Times” ficou em 2º lugar na categoria Noticiário ao mostrar uma mulher e seus filhos escondidos durante o ataque terrorista ocorrido em setembro de 2013 em um shopping em Nairóbi, no Quênia, e que resultou em 39 mortes. A família escapou ilesa | Tyler Hicks/The New York Times Drama. Luta para sobreviver. O registro do americano Tyler Hicks para o “New York Times” ficou em 2º lugar na categoria Noticiário ao mostrar uma mulher e seus filhos escondidos durante o ataque terrorista ocorrido em setembro de 2013 em um shopping em Nairóbi, no Quênia, e que resultou em 39 mortes. A família escapou ilesa | Tyler Hicks/The New York Times

 

 

 


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo