Escritores locais apresentam cidades-sedes da Copa em guias

Por fabiosaraiva

selo-copa-metro-100É tempo de Copa do Mundo de Futebol no Brasil e boas ideias surgem a partir do evento, que acontece entre junho e julho. Uma delas é a série de guias “Dicionário Amoroso”, proposta pela editora baiana Casarão do Verbo em torno das 12 cidades-sedes do torneio. Os livros, porém, apresentam um conteúdo que passa longe do que se costuma ver em volumes do gênero ao mostrar cada capital a partir do olhar de autores locais sobre lugares que marcaram suas vidas.

No primeiro livro da série, “Dicionário Amoroso de Porto Alegre”, Altair Martins (vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura de 2009 por “A Parede no Escuro”) faz uma lista de 53 verbetes para apresentar sua cidade natal. São textos sobre marcos históricos da capital gaúcha, do Rio Guaíba à estátua do Laçador, e também sobre nomes como Elis Regina e Lupicínio Rodrigues, tudo com ilustrações de Rodrigo Cambará.

“A proposta é que fosse um dicionário subjetivo. Sou Colorado [torcedor do Internacional], mas também falo do Grêmio. Também escrevo sobre o Hipódromo do Cristal, local fundamental na minha vida, pois foi onde meus pais se conheceram”, explica Martins.

“Dicionário Amoroso de Porto Alegre” - Altair Martins (Ed. Casarão do Verbo, 256 págs., R$ 30) “Dicionário Amoroso de Porto Alegre” – Altair Martins (Ed. Casarão do Verbo, 256 págs., R$ 30)

A ideia do projeto surgiu a partir do “Dicionário Amoroso da França”, lançado em 2008 pelo escritor francês Denis Tillinac. Na versão tupiniquim, o conceito é de crônicas curtas que consigam traduzir as cidades do modo mais instigante possível.

“Passei por um trabalho de campo para encontrar os verbetes que entraram no livro. Era preciso caminhar, pensar e recuperar as lembranças, mas de um modo muito prazeroso”, conta o autor gaúcho.

O próximo lançamento é o guia sobre Recife, que chega às lojas no dia 25 com texto de Urariano Mota e ilustração de Leonardo Filho. Dia 15 de março é a vez de Salvador entrar em foco a partir da visão de João Filho e da arte de Caius Marcellus.

A lista de autores ainda tem Márcio Renato dos Santos (Curitiba), Ignácio de Loyola Brandão (São Paulo), Álvaro Costa e Silva (Rio de Janeiro), Lúcio Botelho (Belo Horizonte), Diógenes Cunha Lima (Natal), Tércia Montenegro (Fortaleza), Nicolas Behr (Brasília), Tenório Telles (Manaus) e Lorenzo Falcão (Cuiabá).


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo