Le Carré prova que romance de espionagem ainda está em alta

Por Caio Cuccino Teixeira
Le Carré na première do filme ‘O Espião que Sabia Demais’, em 2011  | Reuters Le Carré na première do filme ‘O Espião que Sabia Demais’, em 2011 | Reuters

Em tempos de NSA e espionagem eletrônica, era de se esperar que o velho mundo dos espiões, como John Le Carré retratou há 50 anos em “O Espião que Saiu do Frio” (que acaba de ganhar caprichada reedição), estivesse definitivamente enterrado no passado recente. Nada disso.

Em “Uma Verdade Delicada”, seu mais recente livro, o britânico de 82 anos mostra que as tramas de espionagem continuam a se desenrolar com o vigor de sempre, costurando suas ações em cenários de alta e baixa tecnologia.

Como sempre, a força do texto de Le Carré reside na construção de personagens quase comuns que, por um motivo ou outro, se veem envolvidos em missões secretas (e por vezes escusas) além de sua capacidade de compreensão. São apenas peças de uma engrenagem maior e mais complexa que ele vai, a conta-gotas, revelando ao leitor.

Desta vez, temos Christopher Probyn, um funcionário público sem muito brilho que recebe a tarefa de acompanhar uma misteriosa ação em Gibraltar cujo objetivo é a captura de um procurado terrorista. Para ele, tudo correu perfeitamente bem naquela noite. Afinal, logo depois, lhe deram o título de “Sir” e uma confortável aposentadoria. Tudo certo. Ou não?

Tempos depois, o encontro com um dos oficiais encarregado do serviço sujo naquela ocasião indica que nada aconteceu como lhe disseram. Intrigado, ele busca a ajuda de Toby Bell, ex-assessor do ministro responsável pela missão. Graças a uma gravação clandestina, feita com um aparelho dos tempos da Guerra Fria (seria uma homenagem aos velhos tempos?), eles chegam a Jay Crispin, que tem livre trânsito no governo de Sua Majestade. Dissimulado e elegante, o “comerciante” Crispin personifica o vilão do nosso tempo. Seu produto? Inteligência. E eis que somos, mais uma vez, surpreendidos por John Le Carré.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo