Os Péricles: sambista e ícone da MPB lançam novos discos

Por Carolina Santos
De um lado, o ex-Exaltasamba faz um disco para celebrar o samba dos anos 1990.  Do outro, o ícone da MPB convida artistas  em novo álbum | Divulgação De um lado, o ex-Exaltasamba faz um disco para celebrar o samba dos anos 1990.
Do outro, o ícone da MPB convida artistas
em novo álbum | Divulgação

Símbolos de seus estilos musicais, o sambista Péricles e o músico Péricles Cavalcanti têm em comum mais do que os nomes: ambos acabam de lançar dois grandes discos  com respeito ao passado e admiração pelo novo.

Após receber uma justa homenagem com um disco de regravações de suas músicas apenas por cantoras, Cavalcanti volta à ativa com um álbum de inéditas. Porém, o que não faltam são convidados.

“Frevox” é uma reunião de estilos, do pop ao reggae, que complementam a “pluraridade de ‘marcas’” do álbum, como o próprio Péricles diz. É interessante ver como o músico fica à vontade ao lado de nomes da nova geração, do rock do Cachorro Grande ao rap de Lurdez da Luz e o balanço de Karina Buhr.

No show de lançamento, que acontece hoje, no Sesc Pompeia (r. Clélia, 93, tel.: 3871-7700; às 21h; R$ 16), o músico ainda convida a cantora Tiê e o amigo Arrigo Barnabé para subirem ao palco.

Quer um adendo divertido nessa coincidência de nomes? Escute a primeira faixa de “Frevox”, o reggae “Entre Muitos Outros”: “E tem muitos outros Péricles/E são todos bem bacanas/O DJ do Boss ‘n’ Draman/E o cantor do Exaltasamba”.

 

Tem mais samba

Natural de Santo André, o sorridente pagodeiro Péricles – que foi “cantado” pelo xará – escolheu o Rio de Janeiro como cenário de sua homenagem ao que considera a época de ouro do pagode nacional, a década de 1990.

Com chapéu de malandro de lado, o cantor escolheu a dedo as composições para seu DVD e CD, com títulos de respeito, como “Viola em Bandoleira”, do Só Preto Sem Preconceito, “Recado a Minha Amada”, do Katinguelê, e o hit “Sorriso Aberto”, sucesso na voz de Jovelina Pérola Negra lançado em 1988, além de nomes fundamentais do gênero, como Art Popular, Arlindo Cruz e Fundo de Quintal.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo